África Epidemia de Ebola já matou mil pessoas na República Democrática do Congo

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 04/05/2019 09:12 Atualizado em:

Foto: John Wessels/AFP
Foto: John Wessels/AFP
A atual epidemia de febre hemorrágica Ebola já causou a morte de mais de mil pessoas na República Democrática do Congo, uma situação que se tornou "profundamente preocupante", alertaram especialistas e as autoridades locais. Os esforços para controlar a epidemia de Ebola têm sido obstruídos por conflitos armados e também pela resistência nas comunidades às medidas preventivas e aos enterros sanitários seguros.

"No total, já ocorreram 1.008 mortes na atual epidemia: 942 confirmadas e 66 prováveis", informou o ministério da Saúde da RDC nesta sexta-feira, no último relatório sobre a situação.

A epidemia foi declarada em 1º de agosto na província de Kivu do Norte (nordeste) e marginalmente na vizinha Ituri. O epicentro deslocou-se de Mangina, zona rural, para a cidade de Beni, e agora para Butembo-Katwa, 50 quilômetros ao sul de Beni.

A atual epidemia de febre hemorrágica Ebola é a décima e a mais grave epidemia registrada em território congolês desde 1976. É também a segunda mais grave desde a da África Ocidental, em 2014, que matou mais de 11.000 pessoas na Guiné, Serra Leoa e Libéria, principalmente.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.