Prorrogação Formação de novo governo no Sudão do Sul é adiada por seis meses

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 03/05/2019 21:22 Atualizado em:

As partes em conflito no Sudão do Sul concordaram em adiar por seis meses a formação de um governo de união - anunciou a autoridade regional IGAD (Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento), nesta sexta-feira (3).

De acordo com um comunicado do IGAD, "as partes aceitaram de maneira unânime estender por seis meses, a partir de 12 de maio de 2019, o período de pré-transição".

O IGAD reuniu as diferentes partes, em Adis Abeba, para relançar o bloqueado acordo de paz, assinado em setembro de 2018.

O anúncio foi feito depois de dois dias de negociações entre os representantes do presidente Salva Kiir e seu rival Riek Mashar.

O grupo de Mashar pediu o novo prazo de seis meses por considerar que não estão dadas as condições de segurança do chefe dos rebeldes para seu retorno a Juba, capital do Sudão do Sul, como vice-presidente. Mashar vive em Cartum.

Outros temas cruciais, como a formação de Forças Armadas unificadas com membros das duas facções, ainda devem ser resolvidos.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.