Estados Unidos Em 800 dias, Trump teria feito 10.000 declarações falsas ou enganosas

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 29/04/2019 13:58 Atualizado em:

Foto: Darren Hauck / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Foto: Darren Hauck / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Depois de pouco mais de 800 dias no cargo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez mais de 10.000 declarações "falsas ou enganosas", segundo um relatório publicado no The Washington Post nesta segunda-feira (29). 

A conta, do banco de dados "Fact Checker" do jornal, foi iniciada nos primeiros 100 dias do presidente em 2017.

Naquela época, Trump fez uma média de cinco declarações falsas por dia. Mas nos últimos sete meses, esse número diário subiu para 23, em cenários de campanha, Twitter, discursos ou reuniões com a imprensa, segundo a publicação.

É durante suas reuniões "Make America Great Again" que Donald Trump toma a maior parte das liberdades com a realidade e os fatos: 22% de suas declarações falsas ou enganosas foram feitas neste contexto.

Outra característica notável é que o magnata republicano tende a repetir as mesmas fórmulas errôneas inúmeras vezes. 

Desde que chegou à Casa Branca em janeiro de 2017, ele somou 21 "Pinóquio sem fim", um irônico reconhecimento dado pelo jornal, seguindo um critério rigoroso: a falsa declaração deve receber 3 ou 4 "Pinóquios" e deve ter sido repetida pelo menos 20 vezes.

Donald Trump, que regularmente chama os jornalistas de "inimigos do povo" e atribui a eles "fake news", disse que os responsáveis pela verificação dos fatos (fact checkers) são "algumas das pessoas mais desonestas da mídia". 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.