incêndio Museu Nacional se solidariza com franceses após incêndio em Notre-Dame

Por: AE

Publicado em: 16/04/2019 08:35 Atualizado em:

Foto: Mauro Pimentel/AFP
Foto: Mauro Pimentel/AFP
O Museu Nacional do Rio de Janeiro, o mais antigo do Brasil e que perdeu grande parte da sua coleção de 20 milhões de peças após um incêndio em setembro de 2018, lamentou nesta segunda-feira, 15, a destruição de parte da Catedral de Notre-Dame em Paris e se solidarizou com os franceses.

"O Museu Nacional lamenta o incêndio ocorrido na tarde desta segunda-feira na Catedral de Notre-Dame", diz comunicado divulgado pela direção da entidade brasileira nas redes sociais. "Nossa instituição, que viveu episódio semelhante em sua história recente, se solidariza com os franceses neste momento."

O Museu Nacional, com 200 anos de idade e cujas 20 milhões de peças datavam de diferentes períodos e países, foi arrasado pelas chamas no dia 2 de setembro de 2018 em uma tragédia que destruiu parte da história do Brasil e um dos acervos mais importantes da América Latina.

O incêndio na Catedral de Notre-Dame - um dos pontos turísticos mais conhecidos do Paris - durou mais de 8 horas. A estrutura da catedral foi salva, mas obras de arte importantes podem ter sido perdidas. As causas do incêndio estão sendo investigadas pelo Ministério Público francês. (Com agências internacionais).


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.