Requerimento Defesa dos EUA espera que Trump peça ajuda para reforçar fronteira com México

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 10/04/2019 22:46 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)
Foto: Reprodução/Facebook
O Pentágono está aguardando novas solicitações do governo de Donald Trump para medidas que ajudem a prevenir a imigração ilegal na fronteira com o México, disse o secretário de Defesa Patrick Shanahan a repórteres nesta quarta-feira (10).

"Cooperarei muito estreitamente com o novo ministro interino", disse Shanahan a repórteres em referência a Kevin McAleenan, que assumirá como secretário de Segurança Nacional após a saída de Kirstjen Nielsen no domingo.

"À medida que a situação está se deteriorando, as exigências são bastante elásticas e espero um novo pedido de assistência muito em breve", disse ele antes de uma reunião com o ministro austríaco da Defesa, Mario Kunasek.

Além dos 6.000 militares posicionados ao longo da fronteira sul, o Departamento de Saúde encarregou o Pentágono de obter instalações militares para abrigar 5.000 crianças migrantes desacompanhadas.

Frustrado pela recusa do Congresso em conceder o orçamento multimilionário que exigia para construir um muro supostamente para combater a imigração ilegal na fronteira com o México, Trump resolveu em 15 de fevereiro realizar um procedimento declarando uma "emergência nacional", que lhe permite evitar rejeições parlamentares para desbloquear financiamento.

Shanahan já liberou US$ 1 bilhão do orçamento antidrogas do Pentágono para construir uma parte do muro fronteiriço que Trump deseja  e que foi uma de suas principais promessas de campanha.

O Departamento de Defesa anunciou nesta terça-feira (9) que outorgou dois contratos no total de US$ 976 milhões a duas empresas de obras públicas para a construção e o manutenção de duas partes do muro nos estados do Novo México e Arizona.

Shanahan não descartou a possibilidade de obter fundos militares "de curto prazo" para a construção do muro.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.