Retenção Aumenta detenção de imigrantes na fronteira entre EUA e México

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 09/04/2019 22:29 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)
Foto: Reprodução/Facebook
As autoridades dos Estados Unidos anunciaram nesta terça-feira (9) a detenção de 103.492 pessoas que cruzaram ilegalmente a fronteira a partir do México no mês de março, um recorde desde que Donald Trump chegou ao poder.

As ameaças do presidente republicano de fechar a fronteira não detiveram o fluxo de imigrantes, que já havia alcançado seu auge em fevereiro, com 76.500 detenções.

Visivelmente frustrado pela falta de resultados sobre este tema, Trump anunciou no domingo a saída de sua secretária de Segurança Nacional, Kirstjen Nielsen.

Em março, mais da metade das detenções (57.271) envolveram "unidades familiares", além de 9.348 menores desacompanhados, segundo estatísticas da Agência Federal de Alfândegas e Proteção de Fronteiras (CBP).

A maioria dos imigrantes ilegais procura as autoridades para apresentar pedido de asilo.

No total, ao menos 400 mil pessoas foram detidas na fronteira desde o início do ano fiscal, em outubro de 2018, segundo o CBP.

"É ridículo", disse Trump nesta terça-feira, criticando os imigrantes ilegais que "leem literalmente o que escrevem seus advogados [...] e do nada são passíveis de receber asilo".

Trump criticou especialmente a lei de imigração dos Estados Unidos, que qualificou como uma das "piores leis do mundo". O presidente luta com o Congresso para obter o financiamento do muro na fronteira, uma de suas promessas de campanha.

Após colocar milhares de imigrantes em centros de detenção nos EUA, a administração Trump decidiu obrigar os solicitantes de asilo a regressar ao México, onde devem apresentar seus pedidos, mas tal decisão foi declarada ilegal, na véspera, por um tribunal federal de San Francisco.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.