Tensão Conselho de Segurança pede que forças de Haftar detenham avanço na Líbia

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 05/04/2019 20:41 Atualizado em: 05/04/2019 20:51

O Conselho de Segurança da ONU pediu nesta sexta-feira (5) que as forças líbias comandadas por Khalifa Haftar detenham seu avanço em direção a Trípoli, alertando que o movimento militar está ameaçando a estabilidade da Líbia.

Haftar, o marechal do autoproclamado Exército Nacional Líbio (ENL), lançou uma ofensiva nesta quinta-feira (4) para tomar a capital, nas mãos de um governo de unidade apoiado pela ONU e por uma série de milícias.

O Conselho pede "às forças do ENL que detenham todos os movimentos militares", disse aos jornalistas o embaixador alemão Christoph Heusgen, que ocupa a presidência rotativa do organismo das Nações Unidas.

"Os membros do Conselho de Segurança expressaram sua profunda preocupação com a atividade militar na região de Trípoli, o que coloca em risco a estabilidade e as perspectivas de mediação da ONU e uma solução política integral para a crise". O apelo a Haftar foi aprovado por unanimidade, incluindo a Rússia, que apoia o marechal. 

Nesta sexta-feira ocorreram combates ao sul de Trípoli entre forças pró-governo e tropas do ENL, o que gerou temores sobre um iminente ataque à cidade.
 
O secretário-geral da ONU, António Guterres, que havia encontrado Haftar em Benghazi, disse que espera evitar um "confronto sangrento". Guterres estava na Líbia para promover um acordo político sobre a realização de eleições quando Hafter deu a ordem para o avanço sobre Trípoli.

O enviado da ONU, Ghassan Salame, disse ao Conselho que Haftar deixou claro que não pretende deter seu avanço em direção à capital líbia. 

A Líbia está mergulhada no caos desde a queda de Muammar Kadhafi, em 2011, dividida entre as autoridades com sede em Trípoli e os partidários de Haftar, que lutam pelo controle do país rico em petróleo. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.