Solicitação EUA pedem as Filipinas que deixem trabalhar livremente jornalista detida

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 29/03/2019 21:48 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)
Foto: Reprodução/Facebook
O governo dos Estados Unidos pediu nesta sexta-feira (29) às Filipinas que resolva rapidamente o caso contra a jornalista detida Maria Ressa e que permita que seu site de notícias Rappler "opere livremente".

Um porta-voz do Departamento de Estado informou que o governo americano está "preocupado" com a prisão da crítica do presidente Rodrigo Duterte e pediu às Filipinas que respeitem a liberdade de imprensa.

"Maria Ressa é uma jornalista muito experiente e respeitada", disse o porta-voz. "Esperamos que estas acusaçõs sejam resolvidas rapidamente de forma que se respeite a liberdade de expressão e que se permita que a senhora Ressa e Rappler continuem operando livremente e que seja consistente com a tradição das Filipinas de uma imprensa livre e independente", acrescentou.

Após ser detida no mês passado por diferentes acusações e liberada em seguida sob fiança, Ressa foi novamente presa nesta sexta-feira, acusada de violação das leis sobre a propriedade estrangeira de empresas de comunicação.

Rappler tem divulgado  extensamente, de forma pouco favorável, a forma dura como Duterte tem combatido o narcotráfico, deixando milhares de mortos, o que segundo grupos de direitos humanos pode representar um crime contra a humanidade.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.