nova zelândia Associação muçulmana francesa apresenta queixa contra Facebook e Youtube por vídeo de massacre na Nova Zelândia

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 25/03/2019 10:08 Atualizado em:

Foto: Reprodução / Youtube
Foto: Reprodução / Youtube
O Conselho francês do culto muçulmano (CFCM) anunciou nesta segunda-feira que apresentou uma queixa contra o Facebook e o YouTube França em razão da difusão nessas plataformas do vídeo do massacre de 50 fiéis por um extremista australiano em Christchurch, na Nova Zelândia.

O CFCM, associação independente que representa os muçulmanos na França, denuncia a "disseminação de mensagens de caráter violento incitando o terrorismo e que podem atingir seriamente a dignidade humana passível de serem vistas por um menor", de acordo com a queixa enviada ao procurador da República de Paris.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.