crise na venezuela EUA exige que a Venezuela liberte o chefe de gabinete de Guaidó

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 21/03/2019 10:36 Atualizado em:

Foto: Federico PARRA / AFP
Foto: Federico PARRA / AFP
O governo dos Estados Unidos exigiu nesta quinta-feira que a Venezuela liberte imediatamente o chefe de gabinete de Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino por mais de 50 países, e prometeu agir contra os responsáveis pela operação.

"Estados Unidos condena as operações feitas pelos serviços de segurança de (Nicolás) Maduro e a detenção de Roberto Marrero, chefe de gabinete do presidente interino @jguaido", escreveu o secretário de Estado, Mike Pompeo, no Twitter. "Pedimos sua libertação imediata. Exigiremos responsabilidades aos envolvidos na detenção", completou.

Agentes de inteligência detiveram Marrero na madrugada de quinta-feira, após operações contra sua residência e a casa do deputado opositor Sergio Vergara, que mora ao lado do chefe de gabinete de Guaidó, no bairro de Las Mercedes (Caracas), denunciou o também presidente do Parlamento.

Washington fez diversas advertências ao presidente venezuelano Nicolás Maduro sobre consequências na eventualidade da detenção de Guaidó ou pessoas de seu entorno.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.