Estratégias Quatro milhões de doses de uísque no São João

Por: Kauê Diniz

Publicado em: 06/06/2019 15:23 Atualizado em: 06/06/2019 18:39

Pernambuco é tão importante para a companhia que todos os testes com consumidor são feitos no estado, ressalta Celli. Foto: Charles Johnson/Divulgação
Pernambuco é tão importante para a companhia que todos os testes com consumidor são feitos no estado, ressalta Celli. Foto: Charles Johnson/Divulgação

Em decisão estratégica, a Beam Suntory, líder mundial em destilados premium e dona da marca Teacher's, decidiu assumir a gestão e propriedade de sua rota para o mercado no Brasil, considerado prioritário em seu planejamento de crescimento. A partir de 1º de julho, a tarefa de controlar a execução das vendas, até então realizada em parceria com a Bacardi, será executada pela própria companhia nipo-americana. A expectativa é trazer impactos positivos, em números de vendas em todo o país e em Pernambuco, onde o uísque é um dos carros-chefe e a ideia, no São João, é alcançar um consumo de 4 milhões de doses.

"Precisávamos ter o controle de nossas operações, já que o Brasil é um dos países eleitos como prioritários pela companhia. Hoje, só tínhamos a ativação da marca em nossas mãos. Agora, vamos controlar a cadeia inteira. Agradecemos muito a Bacardi, mas esperamos ter uma melhoria na execução. Vamos negociar agora diretamente com varejistas, bares e restaurantes. Foi uma decisão estratégica, não circunstancial", explica Walter Celli, presidente da Beam Suntory no Brasil, que destaca o papel de Pernambuco para o futuro da companhia no Brasil.

Segundo Celli, o estado é responsável, com o Teacher's, pelo maior consumo de uma marca de uísque na América do Sul e Central. "A nossa exposição é muito forte, estabelecida pela marca Teacher's, a mais admirada pelo consumidor do Nordeste, sobretudo de Pernambuco, neste segmento", conta.

Metade da equipe de vendas da companhia será baseada no Nordeste. Segundo Celli, outras empresas de bebidas concentram na região de 20% a 30%. Além disso, a empresa já está focada em uma das principais apostas do calendário para o crescimento da Teacher's na região. A expectativa de consumo é de 8 milhões de doses durante o São João no Nordeste, sendo metade em Pernambuco. Para isso, a marca estará, após dois anos, como uma das patrocinadoras do São João de Caruaru. Estará ainda em várias festas no Recife e cidades do interior. A previsão é de um impacto de 2,5 milhões de consumidores no Nordeste.

Pernambuco é tão importante para a companhia que todos os testes com consumidor são feitos no estado. "É o que mais entende de uísque", afirma o dirigente.

Marca estará como uma das patrocinadoras do São João de Caruaru. Foto: Charles Johnson/Divulgação
Marca estará como uma das patrocinadoras do São João de Caruaru. Foto: Charles Johnson/Divulgação

Sul-Sudeste
A empresa tem também um plano de expansão agressivo para o Sul e Sudeste, no segmento premium, puxado pela marca Jim Beam, um bourbon norte-americano mais consumido no planeta, segundo Celli. "Nos últimos três anos, triplicamos o volume de vendas no Brasil, associando o consumo do produto ao highball, estilo de drink criado no Ocidente, mas com muito peso no Japão. Lá, o highball é o uísque, água com gás e limão. No Brasil, adaptou-se com a água tônica. Começamos a estimular esse consumo em eventos e pegou. Vendíamos 10 garrafas, passamos para 30 e teve evento que chegamos a 500 garrafas", conta.

"São como se fosse duas estratégias diferentes para as regiões Nordeste, com o Teacher's, e Sul e Sudeste, com Jim Beam Bourbon. Brinco que sou presidente de duas empresas: Beam Suntory e Teacher's", acrescenta Celli.

A aposta nesse produto para o Sul e Sudeste tem uma explicação. Segundo Celi, as duas categorias que mais crescem na região é o uísque norte-americano, 20%, e o gin, 60%. "Esse formato gin tônica é o que cresce. Essa possibilidade de refrescância agrada ao público e é nisso que acreditamos que podemos também acompanhar esse crescimento com o nosso uísque e a tônica", diz Celli, que acredita em uma subida nas vendas de dois dígitos da companhia no Brasil. "Mas se não crescer a venda de Teacher's, não adianta. É mover agulha, porque é nosso carro-chefe".

Japoneses
A Beam Suntory também estuda estrear no mercado brasileiro dois produtos japoneses do seu portfólio internacional: o gin artesanal Roku e a vodka Haku. "Temos planos de trazer esses produtos japoneses, mas não sabemos quando. Estamos em um debate internos com meus chefes, entre a proposta de focar no fortalecimento do Jim Beam ou ampliar nosso portfólio no mercado brasileiro", diz Celli. "Nosso próximo passo, para 2020, é focar também no mercado premium com o Maker's Mark (outro uísque bourbon)", adianta.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.