Relação Tereza Cristina diz que queda no PIB é consequência da crise econômica

Por: Agência Estado

Publicado em: 30/05/2019 19:36 Atualizado em:

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, avaliou nesta quinta-feira (30) que a queda no Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária brasileira no primeiro trimestre de 2018 "não é desse governo", mas uma consequência da pior crise econômica do País em 100 anos. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quinta apontam que o PIB setorial recuou 0,5% em comparação com o 4º trimestre de 2018 e 0,1% ante o 1º trimestre do ano passado. O recuo sobre o trimestre anterior foi o primeiro desde o 3º trimestre de 2017. 

"Isso não é desse governo, é consequência da crise econômica e não podemos esquecer que vivemos a pior crise dos últimos 100 anos. Você não estanca porque mudou governo e pessoas, vem igual inundação, vinha lá detrás e culminou com o PIB negativo, inclusive do agronegócio", disse a ministra, após participar da cerimônia de 30 anos de Embrapa Territorial, em Campinas (SP). 

Na avaliação de Tereza Cristina, a retração do PIB reforça a necessidade de que medidas para incentivar a economia, como a reforma da Previdência, sejam aprovadas no Congresso. "Medidas de correção, como a da Previdência, precisam ser votadas para o Brasil crescer e dar empregos", explicou.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.