aposentadoria Rombo de aposentadorias de servidores civis supera o de RGPS e militares

Por: Rosana Hessel - Correio Braziliense

Publicado em: 29/05/2019 12:34 Atualizado em:

Foto: Reprodução/Pixabay
Foto: Reprodução/Pixabay
O rombo da aposentadoria dos servidores cresce em ritmo mais acelerado do que o sistema dos trabalhadores do setor privado. Conforme dados do Tesouro Nacional, o deficit do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) somou R$ 16,2 bilhões de janeiro a abril deste ano. Esse dado foi 11,5% superior ao registrado no mesmo período de 2018 e supera o avanço dos deficits previdenciários dos trabalhadores privados e dos militares. 

O saldo negativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) foi de R$ 65 bilhões, um aumento de 7,9% sobre o registrado no ano passado na mesma base de comparação. Já o deficit das contas de aposentadorias de militares também teve aumento expressivo neste ano se comparado com o RGPS, que é pago pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Somou R$ 14,4 bilhões, dado 8,1% superior ao registrado no mesmo período de 2018. 

Esses números fazem parte do Relatório Resumido de Execução Orçamentária da União (RREO) divulgado nesta quarta-feira (29/05) pelo Tesouro. Conforme o levantamento, os gastos com pessoal crescem em ritmo acelerado se comparado com a inflação acumulada no ano. A despesa com pessoal somou R$ 106,1 bilhões, dado 5,5% superior aos R$ 100,5 bilhões computados nos primeiros quatro meses do ano passado. Essa taxa representa um ganho real nos salários dos servidores expressivo, pois a inflação oficial acumulada de janeiro a  abril foi  de 2,09%, pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.