Divergência França sinaliza freio a acordo entre UE e Mercosul

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 23/05/2019 21:44 Atualizado em: 23/05/2019 21:49

Emmanuel Macron é o atual presidente da França. Foto: AFP (Foto: AFP)
Emmanuel Macron é o atual presidente da França. Foto: AFP
Enquanto a equipe de Jair Bolsonaro comemorava o apoio dos Estados Unidos para ingressar na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), a França emitiu nota que soou como contrária a interesses brasileiros.

O país advertiu que "não ratificará nenhum acordo que prejudique os interesses dos agricultores e consumidores franceses, as exigências de qualidade sanitária e alimentar dos standards europeus, e a nossos engajamentos ambientais no Acordo de Paris".

As questões ambientais estão no centro dos mais recentes discursos políticos do presidente Emmanuel Macron.

A informação foi encarada como um possível freio nas negociações entre o Mercosul e a União Europeia para um acordo de livre-comércio entre os dois blocos.

Autoridades de ambos os lados do Atlântico haviam manifestado nos últimos dias otimismo quanto às perspectivas de um entendimento, que colocaria fim a 19 anos de discussões formais e até aqui malsucedidas.

"A França tradicionalmente é um dos países que mais resistiram à concessões necessárias para acordos com o Mercosul",afirmou o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo.

Ele disse ter pareceres de governos como o da Alemanha e o da Itália em favor da assinatura.

Quando lhe foi perguntado se acreditava que os mais recentes dados a respeito do aumento do desmatamento no Brasil não atrapalha, Araújo disse que é preciso esclarecer os europeus sobre o assunto.

"O que há é um certo déficit de conhecimento em relação às políticas ambientais e agrícolas brasileiras."

Segundo o chanceler brasileiro, o compromisso ambiental do governo, que já existia, "é até maior hoje hoje do que em um passado recente".


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.