Complicações Avianca Brasil descumpre promessa e não sabe quando pagará salários

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 17/05/2019 22:54 Atualizado em:

Foto: Arquivo/Agência Brasil (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Em meio a uma greve de tripulantes, a Avianca Brasil descumpriu o compromisso de pagar salários e benefícios de funcionários até esta sexta-feira (17).

Em comunicado enviado a seus empregados à noite, a companhia afirma estar "em busca de alternativas" para depositar os valores, mas não estipula uma data para fazê-lo.

A empresa, que está em recuperação judicial, não tem depositado FGTS nem ressarcido os funcionários que são demitidos, segundo os sindicatos das categorias dos aeronautas e aeroviários.

A aérea havia emitido comunicado no dia 10 de maio em que diz que tentava liberar "créditos que detém junto a instituições financeiras, oriundos de vendas realizadas através de cartões de crédito" e se comprometeu a pagar salários atrasados até esta sexta.

A manifestação ocorreu após o MPT (Ministério Público do Trabalho) em São Paulo determinar que a marca esclarecesse quando pagará os débitos.

Pilotos e comissários da aérea iniciaram uma greve nos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont nesta sexta, após a Avianca iniciar demissões em massa. Segundo o sindicato dos aeronautas, foram ao menos 900 demitidos.

Por determinação da Justiça, os empregados têm mantido 60% das operações.
Segundo o diretor do sindicato Marcelo Ceriotti, dos 19 voos desta sexta partindo de Congonhas, 17 foram cancelados, afetando cerca de 200 passageiros. Quem tinha comprado o bilhete foi realocado em outras companhias, com orientação do Procon.

"A empresa não honra nem os compromissos básicos, como diárias de alimentação e a rescisão dos desligados", diz.

Segundo ele, incertezas em torno da companhia fizeram explodir o número de funcionários que pediram ajuda psicológica ao sindicato.

No Santos Dumont, tripulantes reunidos em frente ao balcão do check-in levaram cartazes com os dizeres: "Nossa segurança é a sua" e "Segurança de voo acima de tudo".

A Avianca diz que "não está medindo esforços para cumprir [...] seu plano de recuperação judicial e garantir suas obrigações com funcionários."

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.