DP Empresas Em três anos, Odontoclinic quer ter 12 franquias em Pernambuco

Por: Rochelli Dantas - Diario de Pernambuco

Publicado em: 05/05/2019 08:00 Atualizado em: 07/05/2019 15:05

Lucas Romi diz que, inicialmente, foco está em quatro cidades. Foto: Odontoclinic/Divulgacao (Foto: Odontoclinic/Divulgacao)
Lucas Romi diz que, inicialmente, foco está em quatro cidades. Foto: Odontoclinic/Divulgacao
A Odontoclinic, rede nacional de franquias de clínicas odontológicas, escolheu Pernambuco para focar o plano de expansão do grupo no Nordeste. A empresa, que projeta seu faturamento em R$ 219 milhões em 2019, espera inaugurar 12 unidades no Grande Recife nos próximos três anos, gerando um investimento de R$ 5 milhões na região e mais de 300 novas vagas de emprego. Em cada franquia, o investimento é da ordem de R$ 400 mil, com um faturamento mensal médio de R$ 140 mil.

“O nosso plano estima potencial para 17 unidades no estado, porém, estamos trabalhando com a abertura de duas unidades este ano, quatro no próximo e mais seis em 2021. Ou seja, um total de 12 novas unidades. A princípio nosso foco está em Recife, Olinda, Camaragibe e Jaboatão dos Guararapes, mas já fomos procurados e avaliamos destinos como Petrolina”, conta Lucas Romi, sócio-diretor da Odontoclinic. Atualmente, a rede possui uma unidade na Boa Vista, comandada por Ricardo da Fonte desde 2015.

Segundo Lucas Romi, em cada unidade são necessários uma média de 15 dentistas e mais 15 funcionários. A previsão para o ano é de um investimento de R$ 26 milhões. Desse total, aproximadamente R$ 19,2 milhões serão destinadas a novas operações ao longo do ano. Já os outros R$ 7 milhões serão destinados a software de gestão e tecnologias de automação na fábrica de alinhadores transparentes para ortodontia (impressão 3D, software de planejamento e scanners).

“Criamos o Everest Alinhador Transparente que tem uma forte aceitação do nosso público, que é a classe B e C. Tudo que envolve a autoestima e estética é muito forte para a rede e a tecnologia é uma forte aliada neste sentido. Podemos ter um trabalho mais econômico e diferenciado”, diz Romi. Além de parcelamento direto, a empresa tem parceria com o Santander Brasil para financiamento do tratamento.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.