DP Empresas Probeton promete reduzir custos na construção civil

Por: Luciana Morosini

Publicado em: 04/05/2019 14:00 Atualizado em:

Com expectativa de retomada da economia do país, Aurélio e Diogo esperam crescer 40% este ano. Foto: Joana Sodre/Divulgacao (Foto: Joana Sodre/Divulgacao)
Com expectativa de retomada da economia do país, Aurélio e Diogo esperam crescer 40% este ano. Foto: Joana Sodre/Divulgacao
Se a construção civil foi um dos setores afetados de forma intensa pela crise econômica que assolou o Brasil nos últimos anos, nem todas as empresas do segmento sofreram o revés do momento de instabilidade. Algumas, inclusive, seguiram o caminho inverso e cresceram no período. Uma das saídas para isto foi oferecer soluções para reduzir os custos justamente para a construção civil. É o caso da Probeton, que atua em duas áreas, a de construção e protensão, e soube superar o período de dificuldades apresentando incremento ao longo dos anos. Se a empresa conseguiu crescer mesmo durante a crise, agora a estimativa é a ainda melhor, com a expectativa da retomada da economia em 2019. A prospecção é de alta de 40% em relação ao ano passado.

A Probeton nasceu em 2014, quando a construção civil ainda estava a pleno vapor, mas logo se viu imersa em meio a um cenário turbulento da economia, que afetou o setor ao longo dos anos subsequentes. “O que oferecemos é uma tecnologia desenvolvida para a construção de estruturas de concreto protendido, que dá uma liberdade arquitetônica maior porque consegue trabalhar com grandes vãos. O concreto vai estar comprimido, evitando que tenha patologias e está dentro das normas de incêndio”, explica Diogo Oliveira, sócio da empresa ao lado de Auréllio Fernandes.

Entre 2016 e 2017, a Probeton ampliou a atuação, passando a ter um braço voltado para construção. “Percebemos que a maioria das soluções eram em concreto armado e a inserção de novas tecnologias não era boa. Notamos que o mercado começou a cair e que as construtoras passaram a buscar soluções para reduzir os custos e o concreto possibilita atender a todas as normas e a reduzir custos”, acrescenta. Justamente por atender ao que se buscava no momento, a empresa manteve a alta mesmo durante o período de instabilidade. “Mesmo na crise, a gente vinha crescendo bastante porque trabalhamos com solução deengenharia para otimizar os custos da construção. Temos um estudo que indica que conseguimos atingir patamar de 19% de redução de custos”, diz o sócio.

No braço de construção, a empresa atende obras comerciais, de escritórios, lojas, na área médica e, principalmente, obras industriais. “Temos uma equipe especializada em obras industriais e que atende a todas as normas de segurança. Nosso objetivo é trabalhar de forma segura, econômica e com ênfase na segurança de trabalho. Temos uma equipa treinada nas certificações”, detalha.

A expectativa para este ano é ainda mais positiva, principalmente por conta da expectativa de retomada da economia brasileira e, consequentemente, da construção civil. “A gente acredita que a retomada vai existir e a construção é o primeiro setor a sentir. A gente acredita que muitas empresas que tinham plano de expansão, vão retomar, vai haver um destravamento das construções. Ficou uma demanda reprimida e acreditamos que essa seja a chave para a expansão”, ressalta. A Probeton, que tem atuação no Nordeste, faz estudos de projetos e viabilidade sem custos e apresenta para as construtoras a solução e agora a expectativa é que muitas dessas prospecções se convertam. “Mesmo com o mercado em baixa conseguimos crescer apresentando soluções, mesmo na época da crise, quando não tinha obra. Agora esperamos ter um incremento de 40% em relação a 2018”, conclui.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.