Palestra Carta dos Portos ganha mais uma contribuição em workshop no Cone

Publicado em: 06/04/2019 10:04 Atualizado em:

Debate apontou fragilidades e oportunidades do Estado em logística e inovação. Foto: Divulgação
Debate apontou fragilidades e oportunidades do Estado em logística e inovação. Foto: Divulgação
Lideranças empresariais, representantes do governo estadual e de administrações municipais se reuniram em um workshop na tarde desta sexta (5), no Cone Suape, no Cabo de Santo Agostinho, para dar continuidade ao estudo “Bases estratégicas para transformar Pernambuco em cluster de logística e inovação de classe mundial”. As recomendações formuladas farão parte da Carta dos Portos, documento que visa identificar os principais entraves e propor soluções para o desenvolvimento de Pernambuco.

A discussão contou com direcionamento do sócio-diretor da Ceplan e atual presidente do conselho da AD Diper, Jorge Jatobá. O secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach; o presidente da AD Diper, Roberto Abreu; o presidente de Suape, Leonardo Cerquinho; os reitores Anísio Brasileiro (UFPE), Maria José de Sena (UFRPE) e Pedro Falcão (UPE), entre outros nomes participaram do debate. Segundo o CEO do Cone, Marcos Roberto Dubeux, a discussão ajudou a estreitar a relação entre os setores público, privado e universidades. "O Porto de Suape e o Porto Digital são dois ativos importantes de Pernambuco e, para utilizá-los com maior potencial, o desdobramento foi criar um documento de ações e ideias para fazer Pernambuco referência em logística e inovação. A ideia é eleger as prioridades de curto, médio e longo prazo para que possamos tirar do papel e que todo o meio acadêmico e iniciativa privada possam ajudar o poder público a melhorar o ambiente de negócios para todos que vivem aqui", afirmou Marcos Dubeux. 

Na primeira rodada, os participantes apontaram fragilidades e oportunidades - em quesitos como Governança, Marco Regulatório, Integração de Modais e Sistemas, Capacitação P&D, Infraestrutura, Planejamento e Estratégia, Cooperação e outros. Na segunda rodada, os membros propuseram iniciativas para os gargalos. De acordo com Bruno Schwambach, a maior crise econômica da história fez com que "alguns desses projetos ou estão parados ou não estão andando como gostaríamos. A grande missão é pensar, de forma articulada, como podemos colocar esses investimentos para acontecer, como podemos melhorar a infraestrutura para podermos atrair mais empresas para fazer a logística de todo Norte e Nordeste, com conexões internacionais", disse Schwambach.

O documento final será apresentado no II Fórum Logística e Inovação, que será realizado no último trimestre do ano. Ao término do encontro, será dada sequência a elaboração do documento que se unirá às pesquisas documentais e mais de 30 entrevistas realizadas com gestores públicos e privados para a formatação da Carta dos Portos. Desde o ano passado, o Cone Condomínio de Negócios vem realizando encontros em torno do documento, a exemplo do Fórum Logística e Inovação. O encontro reuniu empresários, políticos e representantes do poder público para discutir o potencial logístico de Pernambuco e apontar novas estratégias e possibilidades para desenvolver o segmento no Estado. Houve palestrantes internacionais, como o presidente do Canal do Panamá, Jorge Quijano, e Yossi Sheffi, professor do MIT.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.