Saúde Pesquisa na UFPE convoca idosos com Alzheimer para praticar atividades físicas Projeto tem a proposta de investigar os efeitos que o exercício físico tem sobre a qualidade de vida e marcadores inflamatórios em pacientes com a doença

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 30/03/2019 15:49 Atualizado em:

Foto: UFPE/Divulgação
Foto: UFPE/Divulgação

Uma pesquisa na Universidade Federal de Pernambuco, coordenada pelo prof. Dr. André dos Santos Costa, vinculado ao Departamento de Educação Física – UFPE, tem a proposta de investigar os efeitos que o exercício físico e/ou a estimulação cognitiva tem sobre a qualidade de vida e marcadores inflamatórios em pacientes com a Doença de Alzheimer.

A pesquisa atenderá gratuitamente o público a partir dos 60 anos de idade, obrigatoriamente diagnosticados com a Doença de Alzheimer, no estágio leve ou moderado da doença. Para se integrar à pesquisa, o idoso não pode possuir qualquer restrição ao exercício físico, limitações locomotora, auditiva ou visual. Além disso, o idoso deverá disponibilizar dois dias na semana para realização da intervenção terapêutica, que acontecerá no Laboratório Avançado de Educação Física e Saúde - LAEFES, localizado nas dependências do Hospital das Clínicas da UFPE.

Os interessados deverão agendar uma primeira consulta, onde será realizada a triagem do idoso e verificar se o mesmo está hábil a participar da pesquisa. Informações adicionais, esclarecimentos e agendamento da consulta poderão ser obtidos com o Paulo Daywson, pelo telefone/WhatsApp (81) 9 8437-4791 ou pelo e-mail paulodaywson@gmail.com.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.