LUTO Jornalista Clóvis Rossi morre aos 76 anos em São Paulo

Publicado em: 14/06/2019 08:25 Atualizado em:

Foto: Reprodução/ TV Folha
Foto: Reprodução/ TV Folha
O jornalista Clóvis Rossi, decano da Redação da Folha de S.Paulo, morreu na madrugada desta sexta-feira (14) em São Paulo. Ele tinha 76 anos e estava em casa, onde se recuperava de infarto tido na semana passada. Clóvis deixa mulher, com quem estava havia mais de meio século, três filhos e três netos.

Rossi começou no jornalismo em 1963. Trabalhou nos jornais Correio da Manhã, O Estado de S. Paulo e Jornal do Brasil. Teve ainda passagens pelas revistas Isto É e Autoesporte e pelo Jornal da República e manteve blog no espanhol El País. Estava desde 1980 na Folha de S.Paulo. Ganhou vários prêmios jornalísticos, entre eles o Maria Moors Cabot, da Universidade de Columbia, e o da Fundação Nuevo Periodismo Ibero-Americano, criada por Gabriel García Márquez.

"A Folha e o jornalismo brasileiro perdem um de seus principais e mais premiados repórteres, certamente o mais experiente. Clóvis era admirado por gerações de profissionais por sua independência de pensamento, disposição e rapidez de trabalho e qualidade de cobertura. Vai fazer muita falta", afirmou o diretor de Redação da Folha de S.Paulo, Sérgio Dávila. 

O velório e o enterro ocorrerão no Cemitério Gethsêmani, em São Paulo. O início do velório será às 15h e o enterro será no sábado, às 11h.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.