conflito Senador de Roraima diz que Venezuela não sairá de ditadura sem confronto armado

Por: AE

Publicado em: 02/05/2019 13:57 Atualizado em:

Foto: Edilson Rodrigues %u2013 Agência Senado
Foto: Edilson Rodrigues %u2013 Agência Senado
O senador Mecias de Jesus (PRB-RR) declarou que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não deixará o poder no país sem um conflito armado entre venezuelanos. "Não acredito que haverá condições de a Venezuela sair da situação que se encontra hoje, de ditadura por parte do presidente Nicolás Maduro, sem um confronto armado entre eles", disse o parlamentar durante audiência na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado. 

Para ele, o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó "jamais assumirá a presidência daquele país se não tiver de fato as Forças Armadas".

Recursos

O senador de Roraima, Estado que faz fronteira com a Venezuela, criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro por enviar R$ 223,853 milhões para atendimento dos venezuelanos que entram no País mas não ter enviado socorro financeiro ao Estado. 

"A ajuda humanitária deveria começar pelo próprio Estado de Roraima", declarou o senador de Roraima. 

Em resposta, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) disse que a ajuda aos venezuelanos auxilia, consequentemente, a população de Roraima.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.