Incidente 'O sonho dele era a carreira internacional', diz tia de modelo que morreu na SPFW

Por: Estado de Minas

Publicado em: 28/04/2019 15:15 Atualizado em:

Será sepultado às 17h desta segunda-feira o corpo do modelo mineiro Tales Cotta, de 25 anos, que faleceu neste sábado durante os desfiles da São Paulo Fashion Week. Tales teve um mal súbito na passarela enquanto desfilava pela grife Ocksa. As causas da morte dependem de exame de necropsia no corpo do mineiro, que era formado em educação física pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Segundo a tia de Tales, Simone Cotta Gomes, o enterro será no Cemitério Municipal de Manhuaçu e a previsão é que o velório comece a partir das 6h da manhã desta segunda-feira. O corpo será liberado hoje e a previsão da família é que o domingo seja de preparação e transporte para o enterro apenas amanhã.

O Tales estava há mais ou menos um ano e poucos meses em São Paulo. Ele ficou uma temporada aqui em Manhuaçu, fez trabalhos em Vitória e se mudou para SP. Ele já desfilava na São Paulo Fashion Week pelo segundo ano e ontem era o segundo dia dele de desfiles", diz Simone. Segundo ela, o mineiro de Manhuaçu sonhava em seguir carreira fora do Brasil. "O sonho dele era a carreira internacional. Ele queria ir para fora. O Tales era um menino de ouro, espetacular. Trazia alegria para todo mundo, além de ser muito humilde", afirma Simone.

A tia do jovem de 25 anos, que completaria 26 em julho, diz que ainda não existe nenhuma informação que possa explicar o que causou o mal súbito. "O que é importante dizer nesse momento é que a gente está vendo alguns veículos divulgarem que ele poderia estar com fome, por não ter comido antes do desfile. Mas isso é boato. Minutos antes de entrar na passarela ele conversou com minha irmã e disse para ela que tinha comido normalmente", afirma Simone. A tia de Tales também acrescenta que ele não tinha nenhum problema de saúde e fazia acompanhamentos médicos constantes.

Outra situação que Simone classifica como boato é uma possível crise de epilepsia. "Ele nunca teve esse tipo de problema e se fosse isso eu acredito que ele teria convulsões, o que não aconteceu. A causa da morte nós vamos saber quando tiver o resultado da autópsia", completa.

Tales pertencia aos quadros da agência Base MGT. Em nota, a empresa se manifestou sobre o ocorrido.

"A Agência Base MGT comunica, com extremo pesar, o falecimento do modelo Tales Cotta (26 anos), que sofreu um mal subido durante o desfile da OCKSA, neste sábado (27.04). Ressaltamos que Tales está em nosso casting há um ano e meio e sempre teve comportamento exemplar. O modelo não era estreante, já desfilou em outras edições tanto do SPFW, quanto outros importantes eventos de moda, como a Casa de Criadores. Ressaltamos que Tales nunca apresentou ou se queixou de problemas de saúde. Ele mantinha uma dieta saudável (era vegetariano), não usava substâncias ilícitas e estava em plenas condições para participar do desfile. Aguardamos o laudo médico e pedimos respeito nesse momento de profunda tristeza. Estamos prestando toda a assistência à família e amigos de Tales Cotta, que estará para sempre em nossos corações e memória...#luto"

Durante o desfile, a plateia chegou a pensar que a queda do modelo era parte de uma performance. Assim que a música terminou, no entanto, os bombeiros invadiram a passarela para prestar socorro. Tales foi levado ainda com vida para a ambulância, onde a equipe de resgate tentou uma reanimação, antes de encaminhá-lo ao Pronto-Socorro Municipal da Lapa.

A Luminosidade, empresa que organiza a SPFW, também emitiu um comunicado sobre a morte do modelo mineiro. Continua depois da publicidade

"Lamentamos esta fatalidade e prestamos nossas sinceras condolências à família de Tales. Junto com a agência Base MGT, estamos prestando toda a assistência necessária neste triste momento", encerra a nota do evento.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.