flagrante Mulher é presa após atear fogo em homem em situação de rua no DF

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 18/04/2019 17:34 Atualizado em:

Foto: PCDF/Divulgação
Foto: PCDF/Divulgação
A 14ª Delegacia de Polícia (Gama), no Distrito Federal, identificou, na tarde desta quarta-feira (17), a mulher suspeita de ter ateado fogo em um homem em situação de rua na madrugada, no Setor Central da região administrativa. Kelly Brasil, 25 anos, também é moradora de rua e foi presa em flagrante. 

Kelly utilizou combustível para incendiar o homem, que estava no local onde ele dormia habitualmente, na Quadra 5 do Gama. De acordo as investigações da 14ª DP, a suspeita, que está em situação de rua há pelo menos 6 meses, ficava sempre na mesma marquise que a vítima, identificada como Dorivan Mota. Sob efeitos de álcool e outras drogas, segundo o depoimento prestado na delegacia, a autora jogou o líquido inflamável em cima do homem. O motivo, segundo ela, seria por ele ter se recusado de comprar mais bebidas alcoólicas naquela noite.

Outros moradores de rua socorreram Dorivan, apagando as chamas. O Corpo de Bombeiros Militar do DF foi acionado por populares e resgatou a vítima, que teve 36% do corpo queimado. A maioria das lesões são de 2º grau, segundo os socorristas, e atingiram o rosto, os braços e o tórax de Dorivan. Os seis militares do CBMDF, que atuaram na ocorrência, transportaram o morador de rua para o Hospital Regional do Gama (HRG), onde ele permanecia internado até a última atualização desta reportagem.

Presa em flagrante, a autora do crime pode ser condenada por tentativa de homicídio, com a utilização de fogo e de modo que impossibilitou a defesa da vítima, podendo ser condenada por até 30 anos de reclusão.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.