música Filha de Nando Cordel, Felicidade faz show dedicado à obra de Gonzaguinha Cantora apresenta 16 músicas do compositor carioca, nesta sexta-feira, no Teatro Barreto Júnior

Por: Caio Ponciano

Publicado em: 09/11/2018 10:30 Atualizado em: 09/11/2018 10:54

Felicidade começou a cantar aos 12 anos como backing vocal do pai. Foto: Camila Pifano/Esp.DP
Felicidade começou a cantar aos 12 anos como backing vocal do pai. Foto: Camila Pifano/Esp.DP


Divas da música internacional, como Whitney Houston, Mariah Carey e Ella Fitzgerald, foram responsáveis por despertar o interesse da jovem Felicidade Cordel pela música. Mas foi em casa que a recifense teve a sua maior referência artística: ela é filha do cantor e compositor pernambucano Nando Cordel.

Apesar de ser fã de grandes vozes femininas, Felicidade decidiu sair da "zona de conforto" e apresenta, às 20h30 desta sexta-feira (09), no Teatro Barreto Júnior, um show dedicado à obra de Gonzaguinha, um dos parceiros de estrada de seu pai. Os ingressos custam R$ 100 e R$ 50 (meia e social), à venda no site Eventbrite. 

Em entrevista ao Viver, a artista de 25 anos contou que suas irmãs, Tauana e Fernanda, sempre foram fãs do filho de Luiz Gonzaga, mas ela só percebeu que também conhecia as músicas do compositor carioca quando buscou um homenageado para este show. "A gente queria chegar em um nome que tivesse raízes regionais e que fosse único. Quando pensamos em Gonzaguinha, eu me identifiquei logo, porque ele passou pelas mesmas cobranças pelas quais eu passei na minha adolescência inteira por ser filha de artista", revela. 

A escolha do repertório foi feita durante um café da manhã, com Nando. Juntos, eles chegaram a 16 clássicos, como Grito de alerta, Lindo lago do amor, Sangrando, Recado e Espere por mim, morena

Felicidade começou a cantar aos 12 anos como backing vocal do pai, mas acredita que só encontrou a identidade musical aos 17, quando iniciou aulas para aprimoramento vocal. "Minha voz era muito parecida com a de outras cantoras brasileiras, por isso comecei a ouvir músicas de compositores masculinos para ter outras referências", conta. 

O próximo passo da pernambucana é o lançamento de um EP, que terá uma música composta e gravada em parceria com Nando Cordel. "Quando comecei a pensar nesse trabalho, meu pai disse que gostaria de gravar uma música comigo. Fiquei surpresa, porque ele sempre quis que os filhos seguissem sozinhos". Para o show desta noite, Felicidade convidou a banda Luamarte, de Vitória de Santo Antão, e a cantora Bia Medeiros. 

Serviço
Felicidade Cordel canta Gonzaguinha
Quando: hoje, às 20h30
Onde: Teatro Barreto Júnior (Rua Est. Jeremias Bastos - Pina, Recife)
Quanto: R$ 50 + 1kg de alimento não perecível (ingresso solidário), R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia)
Informações: (81) 3361.5363


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.