cobertura Apesar do atraso, show de Silva empolga público recifense Capixaba cantou sucessos de Arlindo Cruz, Caetano Veloso e Marisa Monte

Por: Caio Ponciano

Publicado em: 01/09/2018 17:33 Atualizado em:

Show da turnê Brasileiro foi realizado no Teatro Boa Vista. Fotos: Caio Ponciano/DP
Show da turnê Brasileiro foi realizado no Teatro Boa Vista. Fotos: Caio Ponciano/DP

O cantor Silva esteve no Recife nesta sexta-feira (31) para apresentar a turnê Brasileiro. O show estava marcado para começar às 21h30, mas o capixaba só subiu ao palco do Teatro Boa Vista com uma hora de atraso. Ele iniciou com Nada será mais como era antes, seguida de Let me say, faixas do disco Brasileiro, lançado em maio deste ano. Antes de cantar Caju, Silva cumprimentou o público e declarou que estava com saudade do Recife. 

O show seguiu com Janeiro, do CD Vista pro mar, Guerra de amor, e o sucesso Feliz e ponto, cantado em coro pela plateia. Ao encerrar o primeiro ato, o cantor explicou que a próxima canção foi composta especialmente para a sua grande ídola Gal Costa. A música, intitulada Palavras do corpo, é o primeiro single do novo álbum da cantora baiana. 

Na segunda parte, Silva voltou ao palco para cantar Mais cedo, faixa do disco Claridão, de 2012, e Milhões de vozes, composta em parceria com Arnaldo Antunes. "Quero envelhecer como ele", declarou Silva, sobre o tribalista. Além das novas músicas e dos sucessos da carreira, a apresentação contou com releituras de clássicos da MPB, como Menino do Rio (Caetano Veloso), Beija eu (Marisa Monte) e O show tem que continuar (Arlindo Cruz). 


O final do espetáculo foi dedicado para músicas do disco Brasileiro. O artista cantou Duas da tarde e Prova dos nove, composta pelo recifense Dé Santos, que estava na plateia. O ponto alto da apresentação foi quando Silva chamou o público para perto do palco para cantar seus novos hits A cor é rosa e Fica tudo bem. O show acabou pouco antes da meia-noite com a canção Brasil, Brasil e Silva sendo ovacionado pelos fãs.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.