estradas Fluxo total de veículos em estradas com pedágio sobe 1,3% em janeiro, diz ABCR

Por: AE

Publicado em: 08/02/2019 10:17 Atualizado em:

Foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press
Foto: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press
O fluxo total de veículos nas estradas com pedágio no País aumentou 1,3% em janeiro no comparativo com dezembro, descontados os efeitos sazonais, mostrou nesta sexta-feira, 8, o índice ABCR de atividade. O indicador é apurado pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) juntamente com a Tendências Consultoria Integrada. 

Na mesma base de comparação, também com ajuste, as passagens pelas praças de pedágio dos veículos leves cresceram 1,2% e as dos pesados avançaram 1,8%.

"O ano se inicia com uma expansão dos indicadores de fluxo pedagiado, mais que revertendo as perdas disseminadas de dezembro, em métrica dessazonalizada", explicou Thiago Xavier, analista da Tendências. 

De acordo com o economista, a alta do fluxo de veículos leves ante igual período do ano passado interrompe uma sequência de nove resultados negativos nessa métrica, e inicia uma recomposição das perdas acumuladas no ano passado, que foi de 2 7%. "A dinâmica dessa evolução será importante para avaliar o desempenho do consumo das famílias e, em grande medida, da atividade econômica no início deste ano", observou.

O analista destacou ainda que o crescimento do fluxo de veículos pesados voltou ao terreno positivo, após a queda registrada em dezembro, na comparação interanual. "Na série descontada os efeitos sazonais, o indicador deu sequência em maior ritmo à alta dos últimos meses, um sinal relativamente positivo para a indústria nesse início de ano, após um fraco desempenho no último trimestre", acrescentou.

Em relação a igual período de 2018, o fluxo total de veículos aumentou 2,1%. O fluxo de leves registrou alta de 1,9% e o de pesados teve maior avanço, de 2,8%. Nos últimos 12 meses, houve contração do índice total de 1,9%, exclusivamente ditado pela queda de 2,6% de leves, a despeito da elevação de 0,1% dos veículos pesados.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.