Cargo Demitido da Apex, Alex Carreiro diz que manterá lealdade a Bolsonaro Ele foi o primeiro a ser demitido do governo Bolsonaro, mas lhe deseja sorte

Por: Vicente Nunes - Correio Braziliense

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 11/01/2019 19:08 Atualizado em: 11/01/2019 20:43

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook
Defenestrado da presidência da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) depois de uma semana no cargo, Alex Carreiro se manifestou nas redes sociais para ressaltar sua lealdade ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e desejar sorte à nova diretoria do órgão.

Por meio de um post numa rede social, ele diz que, apesar do breve momento em que presidiu a Apex, agradece pela confiança depositada nele por Bolsonaro. Carreiro foi demitido pelo Twitter pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, mas se recusou a deixar o cargo. Só o fez depois que Bolsonaro anunciou nas redes o nome do novo presidente da Apex, Mário Vilalva.

Veja a íntrega do post:

“Recebi do excelentíssimo presidente da República, Jair Bolsonaro, a honrosa missão de presidir a Apex-Brasil, ofício que cumpri até o último instante, sem abandonar meu posto. 
Agradeço a confiança do presidente Bolsonaro e retribuo com a minha lealdade a oportunidade que tive, ainda que por breve momento, de presidir essa instituição tão importante para a internacionalização das empresas brasileiras e o desenvolvimento do país.

Agradeço também aos excelentes funcionários Apex-Brasil o convívio profícuo e aproveito para cumprimentar a nova diretoria e desejar-lhe sorte. 
Que nunca nos esqueçamos de olhar para o produtor brasileiro, que, a despeito das enormes dificuldades que enfrenta diariamente, segue incansável gerando empregos e renda para a nação. E que tenhamos sempre em mente que o Brasil é maior do que qualquer um de nós e é por ele que devemos sempre trabalhar. 
Com coragem, com verdade, com fé.
Brasil acima de tudo; Deus acima de todos.

Alex Carreiro”


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.