Operação Piloto Beto Richa é alvo de mandado de prisão em nova fase da Lava Jato A investigação mira em suposto pagamento milionário de vantagem indevida, em 2014, pelo Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht

Por: AE

Publicado em: 11/09/2018 07:45 Atualizado em: 11/09/2018 07:48

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet
O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), candidato tucano ao Senado, é alvo de um mandado de prisão. A ordem é da Justiça do Estado. A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira, dia 11, a Operação Piloto, em mais uma ação ostensiva decorrente da Lava Jato. Trata-se da fase de número 53 da operação. As ações ocorrem nos Estados da Bahia, de São Paulo e do Paraná. 

Em nota, a PF informou que a investigação mira suposto pagamento milionário de vantagem indevida, em 2014, pelo Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht, o departamento de propina da empreiteira, para agentes públicos e privados no Estado Paraná. 

De acordo com os investigadores, a contrapartida seria um possível direcionamento do processo licitatório para investimento na duplicação, manutenção e operação da rodovia estadual PR-323 na modalidade parceria público-privada.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.