Apuração PRE investiga suposta ameaça feita pelo prefeito de Camaragibe contra servidores Demóstenes Meira (PTB) teria dito em áudio que os servidores do município que não votassem da forma como ele indicou seriam exonerados

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 06/09/2018 21:27 Atualizado em: 06/09/2018 22:12

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
A Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco (PRE-PE) divulgou uma nota, nesta quinta-feira (6), informando que está apurando uma suposta ameaça que o atual prefeito de camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), teria feito contra os servidores que trabalham na Prefeitura do município.

A ameaça seria a de que o prefeito exoneraria cargos de funcionários que não votassem igual a ele. Em um aúdio que circula no WhatsApp, o prefeito de Camaragibe teria dito que exonerou 56 cargos somente na manhã desta quinta-feira (6). 

Além de informar sobre as demissões,  Demóstenes Meira também pede votos e caso os funcionários não seguissem o pedido do prefeito ele demitiria. "É rua, é rua. Se não votar como eu voto é rua", diz o aúdio.

A Procuradoria afirmou que caso seja constatada conduta ilícita por parte do gestor adotará as medidas legais cabíveis. Na nota, a PRE-PE comenta que as investigações seguirão em sigilo e não será fornecido informações sobre o caso.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.