ELEIÇÕES 2018 Avançar na economia, mas com políticas sociais Rands apresenta modelo de desenvolvimento que combina crescimento com redução da pobreza

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 05/09/2018 08:02 Atualizado em:

Rands participou de evento da Amcham Recife. Foto: Keila Castro/Divulgação
Rands participou de evento da Amcham Recife. Foto: Keila Castro/Divulgação
Em evento realizado pela Câmara Americana de Comércio (Amcham Recife), o candidato ao governo do estado, Maurício Rands (PROS), defendeu ontem uma mudança na forma de condução da economia. Para uma plateia formada por representantes de diversos segmentos econômicos vinculados à entidade, o postulante criticou o atual modelo e propôs um formato que favoreça o investimento e políticas sociais. “Precisamos de uma mentalidade empreendedora, que sabe as dores e delícias de investir”, disse o postulante. Segundo ele, é preciso combinar o desenvolvimento econômico com políticas sociais para combinar crescimento com redução da pobreza e das desigualdades. “Para isso, é preciso criar um grande programa de desburocratização e de conscientização dos agentes públicos, para que sua atuação não seja só na lógica de arrecadar e sim de viabilizar os empreendimentos. Pernambuco precisa de mais investimentos e, para isso, precisa mudar a atitude, que tem que ser mais favorável a quem investir no estado”. 

Ele disse que quer colocar Pernambuco em outra lógica. “É preciso ter mais protagonismo federal em Brasília, trazendo mais recursos de transferências voluntárias e avançando nas operações de crédito. Pernambuco tem capacidade de endividamento e, com isso, vamos fazer com que o estado, tendo mais recursos, possa honrar os compromissos com seus fornecedores”, ressaltou. Rands também defendeu  a simplificação da estrutura tributária. “Todos vamos ganhar se simplificarmos a estrutura tributária, que fará com que as empresas sejam mais competitivas”.  

O presidente da Amcham, Sérgio Cavalcante, destacou que foi realizada uma pesquisa entre os empresários para descobrir os gargalos que eles consideram importante ser resolvidos para melhorar o ambiente econômico em Pernambuco. Entre eles, estão a infraestrutura, segurança, agilidade de processos e avanços na área tributária. “A nossa ideia é conhecer as propostas dos candidatos e apresentar a eles um pouco do pensamento em relação ao estado da Câmara Americana do Recife, que é formada por 420 empresas associados”, explicou.

Ao final, o convidado passou a responder às perguntas do público. Uma das questões abordou o tamanho do Estado. Rands enfatizou que é contra o conceito de “estado mínimo”, tão desejado pelos liberais. No entanto, concorda que o estado atualmente pede uma espécie de redução de tamanho. “Vou oferecer alguns exemplos: no meu governo, 30% dos cargos comissionados vão ser extintos. O número de secretarias também será reduzido”, disse.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.