intercâmbio Delegado do caso Marielle é afastado das investigações

Publicado em: 13/03/2019 15:17 Atualizado em:

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
O delegado Giniton Lages, responsável pelas investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e seu motorista Anderson Gomes, deverá ser afastado do caso pela Polícia Civil. De acordo com o colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim, oficialmente, o motivo dado para o afastamento será de que Lages cumpriu a sua missão. 

Na terça-feira (12), o delegado Giniton Lages afirmou à imprensa que as investigações do caso ainda estão no início e uma segunda etapa investigaria possíveis mandantes do crime e o paradeiro do carro utilizado no dia do assassinato.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse nesta quarta-feira (13), que convidou o titular da Delegacia de Homicídios para fazer um intercâmbio com a polícia italiana para estudar máfia e movimentos criminosos. 

Ainda segundo Witzel, as investigações do caso Marielle Franco serão continuadas por outro delegado. O chefe da Polícia Civil, delegado Marcus Vinícius Braga, indicará na semana que vem o encarregado da segunda etapa. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.