minas gerais Moradores de Itatiaiuçu também são retirados de casa por risco em barragem

Por: Cristiane Silva

Publicado em: 08/02/2019 08:01 Atualizado em:

 (Segundo tenente-coronel da Defesa Civil, barragem da Arcelor Mittal foi elevada ao nível 2 de risco e 50 pessoas foram levadas para hotéis. Foto: Reprodução/Google Maps)
A sexta-feira (8/2) também começou com alerta de risco por conta de uma barragem da ArcelorMittal em Itatiaiuçu, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG). Pelo menos 50 pessoas tiveram que ser retiradas de suas casas. 

O tenente-coronel Flávio Godinho, da Defesa Civil de Minas Gerais, informou que eles foram chamados para a cidade, onde fica a mina de Serra Azul, ainda no início da madrugada. “Estou aqui desde 3h da manhã, mina de Serra Azul, onde por precaução, vale ressaltar, a barragem não rompeu, fizemos a evacuação das pessoas, em torno de 50 ou 60, que já foram retiradas e estão acomodadas em hotéis. Essa prevenção que a Defesa Civil fez aqui foi para o intuito de preservar vidas”, disse em entrevista à rádio Itatiaia. 

A Defesa Civil foi acionada pela própria mineradora. Policiais militares e bombeiros ajudaram em uma busca ativa nas residências para localizar mais pessoas. Moradores da região informaram, por meio das redes sociais, que as sirenes de Itatiaiuçu teriam tocado por volta das 4h. 

“Em Itatiaiuçu a barragem foi elevada ao nível 2 de risco, e nesse nível há necessidade de evacuação. Técnicos vão fazer todas as medidas, todos os laudos, e se voltar para nível 1, elas voltam para as residências. Se continuar no nível 2, elas permanecem nos hotéis”, disse o coronel Godinho. 

Barão de Cocais 
Na cidade da Região Central de Minas, 500 famílias tiveram que deixar as comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteira e seguir para um ginásio após as sirenes de emergência de uma barragem da Vale dispararem por volta da 1h. 

Segundo a mineradora, responsável pela barragem que se rompeu em Brumadinho, na Grande BH, a decisão é preventivas e ocorreu após a consultoria Walm negar a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura. 

“Como medida de segurança, a Vale está intensificando as inspeções da barragem Sul Superior. Também será implantado equipamento com capacidade de detectar movimentações milimétricas na estrutura. A Vale está trazendo consultores internacionais para fazer nova avaliação da situação no próximo domingo”, informou a empresa por meio de nota enviada nesta madrugada. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.