• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Mendonça Filho Ministro da Educação diz que, apesar das dificuldades, Enem foi um sucesso Realização do exame chegou a ser uma dúvida diante das centenas de escolas ocupadas em todo o país

Por: AE

Publicado em: 06/11/2016 19:54 Atualizado em: 07/11/2016 18:34

O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou hoje que, apesar das dificuldades enfrentadas este ano, a realização do Enem foi um "sucesso absoluto". Em um balanço sobre os dois dias de prova o ministro destacou o fato de que 97% dos estudantes conseguiram realizar a prova neste final de semana.

Ao todo, 271.033 estudantes terão que fazer o Enem nos dias 3 e 4 dezembro. O custo da aplicação dessa nova prova será de aproximadamente R$ 15 milhões.

A realização do exame chegou a ser uma dúvida diante das centenas de escolas ocupadas em todo o País. Após analisar a situação, o ministério decidiu adiar o exame para apenas parte dos alunos e manter a data inicial para os demais.

"Eu não tenho dúvida de que essa foi a decisão mais acertada. Venceu a sensatez, venceu a capacidade de trabalho, e venceram os estudantes, que dependem do Enem para acessar as universidades", disse.

O gabarito das provas realizadas neste fim de semana sairá na quarta-feira, 9. O resultado final do Enem será em 19 de janeiro.

Abstenção


A presidente do Inep, Maria Inês Fini, destacou que 5.848.618 estudantes realizaram a prova neste final de semana e que o índice de abstenção foi de 30% dos alunos. Em 2015, a abstenção foi 27,6%.

Ao todo, 768 alunos foram eliminados, 641 por desobedecer regras gerais, como chegar atrasado; 120 barrados pelo detector de metal e sete por se negarem a fazer o registro biométrico. O número ficou parecido com o do ano passado, quanto 740 concorrentes foram eliminados.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.