Folia Decoração do carnaval do Recife começa a ser montada hoje Equipe da PCR ficou responsável pelo trabalho, inspirado na inclusão

Publicado em: 11/02/2019 06:48 Atualizado em: 11/02/2019 07:31

As quatro pontes de acesso ao Recife Antigo receberão pórticos. Foto: divulgação/PCR
As quatro pontes de acesso ao Recife Antigo receberão pórticos. Foto: divulgação/PCR
Depois de pesquisarem uma infinidade de fotos de foliões de carnavais passados, os idealizadores da decoração da festa de Momo deste ano da capital, inspiraram-se nos anônimos e criaram mais de 40 personagens a serem espalhados pelas ruas do Recife Antigo nos quatro dias de folia. Garantem ter feito de tal forma que será impossível passar pelo bairro e não se reconhecer em um deles.

Como a proposta deste ano é um carnaval de inclusão, estarão representados vendedores de cerveja, catadores de latinhas, os meninos de cabelos coloridos, pessoas com deficiência, de variados gêneros e toda uma infinidade de personagens que, na verdade, são os verdadeiros protagonistas da festa. As imagens serão distribuídas em banners colocados nos postes de iluminação das ruas do Antigo.

A decoração da festa deste ano tem outras novidades. Pela primeira vez, será feita por uma equipe da própria Prefeitura do Recife, diferentemente dos outros anos, quando o responsável era o arquiteto Carlos Augusto Lira. O custo será o mesmo do ano passado: R$ 1 milhão, e engloba a decoração do Recife Antigo, do Pátio de São Pedro e do Pátio do Terço. O trabalho já começa a ser feito nesta segunda-feira. A conclusão acontece na sexta-feira (22) e o desmonte está previsto para ser concluído até o domingo (8).

As quatro pontes de acesso à ilha do Antigo terão pórticos representando ritmos pernambucanos. A Ponte do Limoeiro traz o maracatu e os afoxés; a Buarque de Macedo, o samba e os homenageados deste ano: Gerlane Lopes e Belo Xis; a Maurício de Nassau terá o frevo e a Giratória, o mangue beat. Personagens como o caboclo de lança e os homenageados estarão nos pórticos representados como elementos volumétricos, em perspectiva 3 D. Para quem gosta de registrar tudo em imagens, as pontes também terão painéis interativos com fotos de carnaval ao fundo para as pessoas tirarem clicks em tamanho natural.

Outra intervenção diferente é a substituição da decoração em solo, com bonecos com cerca de seis metros, pela aérea. “Como o carnaval tem muita gente, queremos deixar as ruas livres para preservar o fluxo de pessoas e a segurança, com mais espaço para brincar”, explicou Fabiana Ramalho, da Gerência Geral de Arquitetura e Engenharia da Fundação de Cultura.

Pensando nisso, a equipe focou nas árvores das ruas do Bom Jesus, Moeda, Rio Branco, Marquês de Olinda e Cais da Alfândega, que terão uma iluminação baseada nas cores da sombrinha do frevo: amarela, azul, vermelha e verde. No mesmo sentido, os postes do Antigo ganharão cordões de fitas.

Quem quiser marcar encontros em meio à multidão, uma alternativa este ano serão os nove totens espalhados pelo bairro, que também terão informações sobre o carnaval da cidade, servindo como uma espécie de mapa. Ao longo da folia, também haverá campanha de enfrentamento ao assédio contra mulheres. Os personagens trarão frases como “o corpo é meu” e “não é não”.

Fabiana Ramalho assina o projeto da decoração junto com Cynthia Lebsa. Ambas já acompanhavam a decoração de anos anteriores representando a prefeitura. A equipe de designers da Diretoria Executiva de Publicidade Institucional, formada por Carlos Moura, Alberto Saulo, Alyson Carneiro, Ricardo Mafra e Leocádio Neto, também está à frente da intervenção.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.