Crime PF detém africano que tentava embarcar para Europa com passaporte falso O homem usava documento em nome de um francês. Ele vai responder pelo crime em liberdade

Publicado em: 12/09/2018 08:01 Atualizado em: 12/09/2018 08:04

Imagem: PF/Divulgação
Imagem: PF/Divulgação

A Polícia Federal autuou em flagrante no aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre, um africano que tentava embarcar para a Europa usando um passaporte de outra pessoa. O homem natural do Congo, que se apresentou como Naongala Mandala, de 38 anos, embarcava para Lisboa, em Portugal, quando foi pego em uma revista. No documento de origem francesa, apresentado por ele, era expedido em nome de outra pessoa. Ele foi autuado por falsa identidade. 

Os policiais federais deconfiaram do africano porque a foto apresentada no passaporte não tinha semelhança com a fisionomia do passageiro. Ao passar pela revista, o estrangeiro se apresentou como eletricista e alegou que estava morando no Brasil fazia um mês, no entanto, não tinha residência fixa. Diante do impasse, os agentes federais solicitaram que o africano escrevesse seu nome em um caderno para comparar as assinaturas, quando foi constatado a fraude. O passaporte estava emitido em nome de Samuel Dimitri Nerault. 

O flagrante ocorreu no último domingo (9), mas só foi divulgado nesta quarta-feira (12). O africano foi autuado na sede da PF, no Cais do Apolo, e assinou um Termo Ciscunstanciado de Ocorrência (TCO), mas vai responder pelo crime em liberdade. A pena para esse tipo de crime é de quatro meses a dois anos de detenção. Ele terá que se apresentar à Justiça e pode sofrer punições em caso de descumprimento dessa determinação.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.