Educação Educação Básica de Pernambuco se destaca no IDEB O Estado avança, se destaca nacionalmente e é o único a cumprir as metas estabelecidas pelo MEC para o Ensino Médio em todas as edições do índice

Publicado em: 03/09/2018 15:42 Atualizado em: 03/09/2018 15:45

Fonte: Educação/PE
Fonte: Educação/PE
Divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) na manhã desta segunda-feira (3), dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) mostram que Pernambuco avançou mais uma vez e obteve média de 4,0 – superando a média nacional de 3,5 – e atingiu a meta estabelecida pelo MEC. Vale ressaltar que Pernambuco é o único Estado que em sua série histórica do IDEB – criado em 2005 - registrou evolução no crescimento em todas as suas edições e também o único a atingir a meta do MEC em todos os anos, destacando-se mais uma vez nacionalmente no Ensino Médio.
 
Nesta edição do IDEB 2017, o Inep/MEC estabeleceu critérios de cálculo que vem gerando diversos questionamentos. Foram desconsiderados, para a média dos estados, os resultados das Escolas Técnica Estaduais e incluídas no cálculo escolas com baixa participação, permitindo ainda que estados com menor participação preenchessem as notas de estudantes ausentes na avaliação com as notas de estudantes presentes.

Esta metodologia contraria a portaria que regulamentava a avaliação e altera os resultados do IDEB, beneficiando o resultado de alguns estados e prejudicando o de outros, como é o caso de Pernambuco, que, por exemplo, tem elevada participação das escolas na avaliação e uma das maiores redes de escolas técnicas estaduais em todo o Brasil. Essas mudanças de critério de cálculo foram questionadas por vários governadores em carta aberta e também foi objeto de ofício do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED).

Ao lado do IDEB, no Ensino Médio, Pernambuco registra dados positivos como a menor taxa de abandono escolar do país e menor taxa do Norte e Nordeste de distorção idade-ano. Outro dado que merece destaque é que em Pernambuco se observam as menores diferenças de proficiências entre escolas de nível socioeconômico alto e escolas de nível socioeconômico baixo, mostrando que o Estado vem dando exemplo de equidade, melhorando a educação para toda a sua população.
 
O crescimento gradativo de Pernambuco em todas as edições do IDEB está associado também ao Estado possuir a maior rede estadual de educação em tempo integral do país no Ensino Médio. Neste ano, 52% das escolas do ensino médio e mais de 54% dos estudantes que acessaram o 1º ano do Ensino Médio da rede estadual já são atendidos em tempo integral, superando a meta do Plano Nacional de Educação prevista para o ano de 2024.

Outros eixos também são considerados fundamentais para estes avanços. Pernambuco desenvolveu parâmetros e ferramentas pedagógicas a serviço das escolas e implementou gestão por resultados e uma sistemática permanente de acompanhamento e apoio às escolas por meio do Pacto pela Educação. O Estado conta ainda com o maior programa de intercâmbio para estudantes da educação básica da América Latina, incentivando a permanência na escola e a melhora do desempenho.

Os dados do IDEB mostram também que a Rede Estadual de Pernambuco registrou crescimento nos Anos Finais do Ensino Fundamental, saindo de 4,1 e atingindo a média de 4,5, superando a meta de 3,9 estabelecida pelo MEC para o ano de 2017, e ainda obteve o melhor resultado do Nordeste junto com o estado do Ceará para a rede estadual. Nos Anos Iniciais, com IDEB de 4,8, a Rede Pública (que envolve as redes municipais) também superou a meta do MEC de 4,5 para o mesmo período.

Com esses resultados, Pernambuco mostra crescimento consistente no IDEB em todas as etapas de ensino, mantendo grande destaque no Ensino Médio, consequência de acertos na estratégia, dedicação e muito trabalho para superar imensas dificuldades de um Estado com um contexto social e econômico adverso. É o único Estado que combina baixa taxa de abandono, redução de distorção idade-ano e melhoria contínua no desempenho no IDEB, fazendo de Pernambuco um Estado que tem primado em oferecer Educação Pública de qualidade aos seus estudantes.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.