Boatos Polícia Civil vai abrir inquérito para investigar intenção de nota divulgada pela PetroMega Empresa divulgou neste sábado (1), através de suas redes sociais, comunicado a respeito de uma possível paralisação dos caminhoneiros

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 02/09/2018 13:24 Atualizado em: 02/09/2018 13:36

Postos amanheceram com filas no Recife. Foto: Nando Chiappetta/DP
Postos amanheceram com filas no Recife. Foto: Nando Chiappetta/DP
Diante dos rumores a respeito de uma possível greve dos caminhoneiros, divulgados pela PetroMega, através de suas redes sociais, neste sábado (1), a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, o Procon e Polícia Civil de Pernambuco divulgaram uma nota oficial informando que irão notificar a empresa a prestar esclarecimento quanto ao comunicado. 

Leia a nota na íntegra:

"Nota à Imprensa: Combustíveis 

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e o Procon/PE informam que na próxima segunda-feira (03) estarão notificando a empresa PetroMega a prestar esclarecimentos quanto à nota veiculada em suas redes sociais neste sábado (01). O informativo, sem qualquer fundamentação, alerta de forma irresponsável a população quanto à possibilidade de paralisação no abastecimento de combustíveis no estado.

A SJDH esclarece, ainda, que provocar alarme, anunciando perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto, é crime previsto no Art. 41, da Lei de Contravenções Penais (LCP), sob pena de prisão simples, de quinze dias a seis meses, ou multa.

A Polícia Civil de Pernambuco também irá abrir inquérito policial para investigar a real intenção de uma rede de postos de combustíveis ao divulgar, através de rede social, uma possível paralisação em Pernambuco. A PCPE também irá apurar se houve algum crime praticado contra economia popular, como a prática de preços abusivos, pelos postos de combustíveis de todo o Estado, quando a população formou filas para o abastecimento. A Delegacia do Consumidor irá coordenar as ações.

O Complexo Industrial Portuário de Suape, por meio do presidente Carlos Vilar, informa que as atividades no Porto estão normalizadas. A circulação de caminhões está fluindo de forma tranquila e não existe qualquer sinal de paralisação ou tumulto. A situação está sendo monitorada pelas equipes de segurança da administração portuária para que as medidas cabíveis possam ser tomadas a qualquer momento e a segurança seja garantida no porto."


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.