POLIOMIELITE MPF convoca reunião para melhorar vacinação em Frei Miguelinho Município é um dos cinco pernambucanos com pior cobertura vacinal contra a poliomielite.

Publicado em: 29/08/2018 21:12 Atualizado em: 30/08/2018 13:39

Município de Frei Miguelinho é um dos cinco de Pernambuco com pior cobertura vacinal contra poliomielite. Imagem: Google StreetView (Out2012)
Município de Frei Miguelinho é um dos cinco de Pernambuco com pior cobertura vacinal contra poliomielite. Imagem: Google StreetView (Out2012)
Representantes da Prefeitura, da Secretaria Estadual de Saúde (SES), do Ministério da Saúde (MS) e do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) estão convocados pelo Ministério Público Federal (MPF) em Caruaru para uma reunião a ser realizada nesta sexta-feira para tratar da baixa cobertura vacinal contra poliomielite no município Frei Miguelinho. Situado a 114 quilômetros do Recife, no Agreste, o município é um dos cinco municípios pernambucanos que integram a relação divulgada pelo MS com os 312 municípios brasileiros com piores índices de vacinação. 

Os outros quatro municípios de Pernambuco com piores índices de vacinação contra a poliomielite, erroneamente conhecida como "paralisia infantil", são Correntes, também no Agreste, Cortês e Palmares, na Zona da Mata, e Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. Para o MPF, não vacinar é expor a infância ao risco de doenças e morte, além de facilitar a reintrodução no país de doenças imunopreveníveis já erradicadas. O descumprimento pelos órgãos públicos da responsabilidade na prestação dos serviços de atenção à saúde pode caracterizar ato de improbidade administrativa, indica o MPF. 

Segundo o MPF, a reunião será coordenada pelo procurador da República Luiz Antonio Amorim Silva com objetivo de identificar a real situação vacinal em Frei Miguelinho e as medidas adotadas pela prefeitura para ampliar o número de crianças vacinadas contra a poliomielite. A iniciativa do MPF em Caruaru faz parte da atuação coordenada da instituição em todo o país junto a municípios que integram a lista do MS. 

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) solicitou ao MS, em julho, a identificação dos municípios em situação mais difícil, bem como as causas identificadas para a baixa cobertura contra a poliomielite. Todos os cinco municípios listados pelo MS estão passando por análise pelo MPF, que antecipa indicativos para aumentar a cobertura vacinal, que incluem ampliação do horário de funcionamento das salas de vacinação, busca ativa de crianças que não estejam com a caderneta de vacinação em dia e observação rigorosa do Calendário Nacional de Vacinação.

JABOATÃO - A Secretaria Municipal de Saúde do Jaboatão dos Guararapes informou que os dados do Ministério da Saúde quanto à cobertura vacinal do município contra a poliomielite foram publicados no último dia 3 de julho, período anterior ao início da campanha de vacinação, estando, portanto, completamente desatualizado, visto que, de acordo com informações disponibilizadas nesta quinta-feira (30) pelo DataSUS, departamento de informática do Sistema Único de Saúde, Jaboatão dos Guararapes ultrapassou a meta de 95%, tendo imunizado 35.423 crianças, público-alvo da campanha.

Vale salientar que a campanha de vacinação contra pólio no município do Jaboatão dos Guararapes se encerra nesta sexta-feira (31), e que, para atingir as expectativas da gestão, de chegar o mais próximo possível do índice de 100% de crianças vacinadas, foi implantada uma força-tarefa em todas os pontos de atendimento montados pela prefeitura.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.