Diario nos Bairros Zona Norte tem uma praça exclusiva para os cachorro Na Souto Filho, os pets são protagonistas de uma estrutura mantida especialmente para eles. Mas os tutores também aproveitam para fazer amizades

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 10/08/2018 08:35 Atualizado em: 10/08/2018 08:54

Quando o sol começa a baixar, eles chegam com os tutores. O shih tzu Spike é o mais retraído e prefere ficar ao lado da dona. A golden retriever Malu só quer saber de brincar na areia e correr entre o circuito de madeira. O dachshund long hair Mike faz companhia e se diverte com ela. Enquanto os tutores conversam, eles correm de um lado para o outro. Param algumas vezes, com ar de cansados, e depois reiniciam. Na Praça Souto Filho, no bairro da Jaqueira, ao lado do parque que dá nome ao bairro, o protagonismo é todo dos animais. 

A praça sempre foi conhecida como local frequentado pelos cachorros da região. Há cerca de um ano, desde que ganhou o ParCão, essa fama foi oficializada. Hoje, um terço do espaço - 1,5 mil m2 - é exclusivo dos cães, funcionando das 7h às 19h. Pela história pregressa, a Souto Filho ganhou o maior parque para cachorros da cidade, quase três vezes maior do que o do Parque Santana e duas vezes o do Parque Dona Lindu. É, visivelmente, a área da praça com maior uso pelos frequentadores. 

A estudante Maria Clara Cândido, 21 anos, costuma levar Mike três a quatro vezes por semana para a Praça dos Cachorros, como o espaço também é conhecido. “É bom para a socialização dele, para o gasto de energia. Ele chega, brinca bastante e depois volta para casa cansado. A gente percebe”, contou. De acordo com o diretor técnico da clínica Plantão Veterinário, que adota o espaço, Rogério de Holanda, os proprietários precisam pensar mais na socialização dos cães. “Eles naturalmente viviam em matilhas, então é uma forma de voltar às origens e se sentir no ambiente canino”, diz. É por isso que o estudante Mateus Magalhães, 23, faz questão de cruzar a cidade para visitar a praça com Malu. “Moro perto da UFPE e venho porque acabo aproveitando para fazer alguma atividade próxima e porque é bom para ela, mas seria melhor se houvesse também em outras partes da cidade.” 

O Recife tem quatro parques semelhantes, sendo dois na Zona Sul (Centro Santos Dumont e Dona Lindu) e dois na Zona Norte (Praça Souto Filho e Parque Santana), além da Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Segundo a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer da capital, há estudos em curso para levar o projeto ao Parque da Macaxeira, 2º Jardim de Boa Viagem, Lagoa do Araçá e no Parque 13 de maio. 

O publicitário Raul Buarque, 30, destaca o papel que o ParCão cumpre na vida do seu cachorro, o dachshund Hulk, mas também diz que o espaço precisa de melhorias. “Falta um bebedouro para cães, e podas de árvores para evitar que frutas caiam neles. A drenagem é precária e poderiam reforçar a tela de proteção, pois já vi cachorros fugindo”, disse. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.