acidente Micro-ônibus com universitários capota e deixa ao menos um morto O veículo, que transportava os estudantes para o Cabo de Santo Agostinho capotou e ficou completamente destruído

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 16/05/2018 23:28 Atualizado em: 17/05/2018 01:42

Foto: Osnaldo Moraes/DP
Foto: Osnaldo Moraes/DP
A noite desta quarta-feira (16) terminou de forma trágica para estudantes das faculdades Guararapes e Metropolitana, localizadas em Jaboatão, Região Metropolitana do Recife. Um micro-ônibus que transportava os universitários para o Cabo de Santo Agostinho capotou e ficou completamente destruído, deixando ao menos uma pessoa morta. Informações extra-oficiais apontam para mais outra morte, que não foi confirmada.

O acidente aconteceu por volta das 22h10, na BR 101 Sul, próximo à fábrica da Vitarella, no bairro de Prazeres, Jaboatão dos Guararapes. Segundo testemunhas, o motorista Alequissandro Santos, 32 anos, precisou frear o veículo, quando as rodas travaram, causando uma parada brusca e, em seguida, houve o capotamento. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, dez viaturas foram enviadas ao local para prestar socorro às vítimas. 

A estudante de Nutrição Juliana Maria da Silva, 19 anos, não resistiu e morreu no local.  A família da universitária foi até o lugar do acidente e ficou bastante abalada após o reconhecimento do corpo, que foi feito pelo irmão da jovem. O pai, por mais de uma vez, levantou as mãos para o céu e perguntou "meu Jesus, por que minha filha de 19 anos?". 

Segundo a esposa do motorista, Mikelania dos Santos Ferreira, 32, Alequissandro era experiente na condução de veículos de grande porte, já tendo dirigido ônibus e caminhão de cana. Ainda de acordo com ela, que faz diariamente a viagem junto ao marido, o percurso era sempre o mesmo: o ônibus saia de Gaibu, passava pelo Cabo de Santo Agostinho e deixava os estudantes nas faculdades Guararapes e Metropolitana, retornando ao final da noite, após o término das aulas. 

De acordo com o perito Helder Souza, a perícia não confirma a informação de que houve travamento de rodas. "Todas as rodas estão livres", afirmou. Para ele, mesmo que o motorista não estivesse com excesso de velocidade, estava em velocidade incompatível com o trecho.
 
Nesta noite, 16 pessoas, incluindo o motorista, estavam no ônibus, voltando para suas casas, quando ocorreu o acidente. O condutor do veículo estava consciente e, junto com mais seis feridos, foi encaminhado para o hospital Dom Hélder Câmara. 






Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.