• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Intolerância religiosa Tema da redação do Enem é considerado atual e relevante Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil era esperado por estudantes e professores

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 07/11/2016 12:21 Atualizado em: 07/11/2016 21:13

Tema da redação foi elogiado por líderes religiosos. Foto: MEC/Reprodução
Tema da redação foi elogiado por líderes religiosos. Foto: MEC/Reprodução
A prova de redação foi o destaque do segundo dia do  Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016. O tema Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil foi considerado atual, relevante e esperado por estudantes e professores. A presidente Inep, Maria Inês Fini, ressaltou a aceitação da prova pela comunidade acadêmica, principalmente em relação ao tema da redação. “Garantimos equidade a todos os participantes e estamos cuidando, igualmente, para que as mesmas condições de realização se repitam na etapa de 3 e 4 de dezembro”, afirmou, referindo-se à aplicação dos testes para 240 mil alunos cujo exame seria nas 364 escolas ocupadas contra a reforma federal no ensino médio e a aprovação da PEC 241.
O estudante do Colégio Boa Viagem (CBV) Samuel Costa, de 17 anos, que tenta uma vaga no curso de licenciatura em história, disse que escrever o texto argumentativo-dissertativo não foi difícil para quem se preparou. “Foi um tema muito trabalhado em sala de aula e que estava nos noticiários e na internet”.


Os estudantes que fizeram o Enem nesse fim de semana terão acesso às notas no dia 19 de janeiro de 2017. Saberão quanto tiraram em cada uma das quatro provas objetivas (ciências humanas, da natureza, linguagens e matemática) e na redação. O gabarito oficial será divulgado na quarta-feira no www.inep.gov.br. As notas poderão ser usadas para ingressar no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), concorrer a bolsas em instituições privadas pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.