• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Ensino Aulão prepara feras na reta final para o Enem Colégio Boa Viagem promove revisão do conteúdo de duas áreas de conhecimento do Exame Nacional do Ensino Médio neste sábado, das 7h às 12h

Publicado em: 21/10/2016 18:35 Atualizado em: 07/11/2016 18:27

Na contagem regressiva para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a hora é de revisar os conteúdos mais cobrados nas provas que garantem o acesso dos estudantes em instituições de ensino superior. Para deixar os alunos “afiados” para o teste nacional, o Colégio Boa Viagem (CBV) promove neste sábado, das 7h às 12h, um aulão preparatório para os 150 estudantes das três turmas de terceiro ano.

Na programação do aulão serão contempladas duas áreas do conhecimento que compõem o Enem: ciências humanas e suas tecnologias e ciências da natureza e suas tecnologias. As demais provas do Enem - linguagens, códigos e suas tecnologias e redação (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação); e matemática já foram revisadas em outros aulões.

O diretor do Colégio Boa Viagem, José Ricardo Diniz, destacou a tradição dos aulões promovidos pela instituição. “O aulão faz parte de um planejamento prévio. Consideramos que eles são culminâncias dos conteúdos que foram ministrados durante todo o ano letivo. Promovemos dois blocos de aulões, sendo um em cada semestre. Chegou a vez de revisar os conteúdos de ciências da natureza e ciências humanas”, explicou.

Segundo Diniz, os aulões são momentos fundamentais para dar segurança e tranquilidade aos feras. “No aulão CBV o aluno encontra o professor do dia a dia trabalhando com ele em um espaço diferenciado, fora da rotina de sala de aula, o que permite um maior estreitamento na relação aluno-professor”, afirmou. O envolvimento da família nessa reta final é outro aspecto dos aulões promovidos pelo colégio. “Teremos uma surpresa aos alunos envolvendo a família. É importante mostrar esse apoio integral que a escola dá ao aluno, desde o emocional ao cognitivo”, enfatizou.

O estudante Eric Hayato, 17 anos, que vai tentar uma vaga em engenharia química, destacou que os aulões são fundamentais na reta final para o Enem. “É um momento de concentração, mas também de diversão. Conseguimos uma troca diferente com o professor, de uma forma que não temos na sala de aula”, ressaltou. Já o estudante Samuel Costa, 17, vê os aulões como um momento de descontração. “Isso é fundamental nesse período próximo ao exame, que é tão difícil para quem está no terceiro ano”, comentou.

O Enem 2016 em números:


- 8.627.194 inscritos
- 16 milhões de provas impressas
- 1.727 municípios de aplicação
- 17 mil locais de prova
- 77 mil malotes de provas
- 6,1 mil rotas de distribuição
- 1.772 coordenadores estaduais e municipais
- 33.336 coordenadores de local de aplicação e assistentes
- 476.040 chefes de salas e aplicadores

Datas e horários:


- As provas acontecem no horário de Brasília, por isso, o fera pernambucano deve diminuir uma hora em relação às informações oficiais
- No dia 5 de novembro (sábado), o horário no estado será das 12h às 16h30
- No dia 6 de novembro (domingo), a prova acontece das 12h às 17h30
- O candidato deve chegar ao local da prova com 1 hora de atecedência, ou seja, às 11h (horário local)
- Os exames devem ser resolvidos no prazo mínimo de 2 horas e no máximo 4 horas e meia (no primeiro dia) e 5 horas e meia (no domingo)20 mil aplicadores especializados

Datas e horários:


- As provas acontecem no horário de Brasília, por isso, o fera pernambucano deve diminuir uma hora em relação às informações oficiais
- No dia 5 de novembro (sábado), o horário no estado será das 12h às 16h30
- No dia 6 de novembro (domingo), a prova acontece das 12h às 17h30
- O candidato deve chegar ao local da prova com 1 hora de atecedência, ou seja, às 11h (horário local)
- Os exames devem ser resolvidos no prazo mínimo de 2 horas e no máximo 4 horas e meia (no primeiro dia) e 5 horas e meia (no domingo)

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.