• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Intercâmbio Participantes do Ganhe o Mundo podem receber bolsa para instalação e manutenção

Publicado em: 04/12/2013 15:45 Atualizado em: 26/06/2015 15:24

Os participantes do Projeto Ganhe o Mundo (PGM), que oferta aos estudantes da rede estadual de ensino cursos de idiomas em inglês e espanhol e intercâmbio internacional, podem receber bolsas de instalação e manutenção, ambas no valor de R$ 719, para todos os países vinculados ao programa. É o que determina o projeto de Lei Ordinária nº 1.657/2013, aprovado ontem em primeira discussão pela Assembleia Legislativa de Pernambuco. Até a próxima terça-feira, a proposta, que é de autoria do executivo, segue para a segunda, e última, votação. Se aprovada, a primeira verba será liberada assim que o aluno desembarcar no país de destino e as outras, cinco no total, durante a estadia. Antes, apenas os alunos que viajavam para os Estados Unidos recebiam este valor e não havia detalhamento do dinheiro pago.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, a mudança funciona como uma regulamentação, deixando a legislação mais clara quanto à motivação do pagamento das bolsas. “O objetivo é manter o poder aquisitivo da moeda em relação à moeda corrente do aluno selecionado para participar do Ganhe o Mundo”, informou por meio de nota. O valor de R$ 719, conforme foi publicado no projeto, pode, futuramente, ser ajustado mediante decreto. A Lei entra em vigor a partir da data de publicação no Diario Oficial e vai retroagir os efeitos a 1º de agosto. Isto significa que os alunos que viajaram em agosto também serão contemplados. 

Criado em 2011, o programa levou, só no ano passado, 552 alunos e até o final deste ano, espera contabilizar 1600 estudantes em intercâmbio em países como como Estados Unidos, Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Argentina, Chile e Espanha. Os estudantes têm a oportunidade de frequentar aulas de inglês ou espanhol no contraturno. Eles passam um período de cinco meses em escola estrangeira. 

Para participar, os alunos têm que estar regularmente matriculados no 1º ano do ensino médio e obter, ao longo do primeiro ano do ensino médio, a frequência mínima de 85% nas aulas regulares da escola. Também têm que ter alcançado a média mínima de 7,0 pontos no desempenho acadêmico escolar na disciplina de Português e Matemática no primeiro ano do ensino médio. 

Dados do programa
*Fonte: Portal da Secretaria de Educação de Pernambuco

2012


Cursos (inglês e espanhol) - 24.000 vagas

Intercâmbio – 550 embarques para Estados Unidos e Canadá

Duração – um semestre letivo

 
2013

Cursos (inglês e espanhol) - 25.000 vagas

Intercâmbio – 1.600 embarques previstos para Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia, Chile, Argentina e Espanha.

Duração - um semestre letivo

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.