Organização dos Estados Americanos OEA fará reunião extraordinária para discutir crise migratória A embaixadora da Costa Rica na OEA, Rita María Hernández Bolaños, foi a encarregada de emitir a convocação, pois ocupa temporariamente a presidência do Conselho Permanente

Por: Agência Brasil

Publicado em: 29/08/2018 19:50 Atualizado em:

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
A Organização dos Estados Americanos (OEA) convocou para daqui a uma semana, no próximo dia 5, sessão extraordinária do Conselho Permanente para discutir a "crise migratória" originada pela situação na Venezuela. Pelo comunicado, deverão participar o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, representantes da Organização Internacional de Migração (OIM) e integrantes do Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

A embaixadora da Costa Rica na OEA, Rita María Hernández Bolaños, foi a encarregada de emitir a convocação, pois ocupa temporariamente a presidência do Conselho Permanente.

Em um fórum realizado ontem (28), em Santo Domingo (República Dominicana), Almagro já havia antecipado que o Conselho Permanente se reuniria na próxima semana para abordar o êxodo venezuelano. "O maior êxodo que existiu na história do hemisfério ocidental", resumiu o uruguaio.

Segundo a OIM e o Acnur, cerca de 2,3 milhões de venezuelanos vivem atualmente fora do seu país. Mais de 1,6 milhão saíram desde 2015 da Venezuela. Pelo menos 90% se encontram em distintas regiões da América Latina.

A Venezuela perdeu mais de 40% do seu Produto Interno Bruto (PIB) nos últimos quatro anos e registra uma inflação disparada que pode alcançar 1.000.000% este ano, de acordo com dados do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.