Artes Visuais Exposição na Villa Ritinha vai revisitar 60 anos da pintura pernambucana Mostra vai exibir uma seleção de mais de 30 obras assinadas por pintores pernambucanos

Publicado em: 22/01/2019 09:13 Atualizado em: 22/01/2019 09:19

Exposição será a primeira de uma série. Foto: Villa Ritinha/Divulgação.
Exposição será a primeira de uma série. Foto: Villa Ritinha/Divulgação.
Uma seleção com mais de 30 pinturas de artistas pernambucanos que ganharam projeção nacional e internacional será exposta a partir desta quinta-feira (24) no centro cultural Villa Ritinha, na Rua da Soledade, bairro da Boa Vista, área central do Recife. A exposição, com entrada gratuita, acontece até 24 de fevereiro.

Entre as obras expostas, estão telas de pintores pernambucanos como Jesé - quatro pinturas feitas entre 1979 e 1987 -; Zuleno (1967); Marcos Medeiros (1993); Isak Vieira (2013). Serão exibidas também pinturas de artistas de outros países, como a japonesa Saito (1969) e o uruguaio  Herbon (1997).

Esta é a primeira de uma série de quatro exposições que acontecerão nos próximos meses na Villa Ritinha. O objetivo é apresentar ao público local e internacional a coleção completa de pinturas de uma coleção particular feita nos últimos 60 anos. As obras foram adquiridas pela curador alemão Klaus Meyer, fundador da Villa Ritinha.

O espaço
Centro cultural fica em casarão restaurado da Boa Vista. Foto: Gabriel Melo/Esp.DP.
Centro cultural fica em casarão restaurado da Boa Vista. Foto: Gabriel Melo/Esp.DP.

O Centro Cultural Villa Ritinha fica em um imóvel da década de 1840, que foi revitalizado e abriu as portas ao público em novembro de 2016. Cerca de R$ 4 milhões foram gastos só na primeira estapa do projeto, num investimento do art designer alemão Klaus Meyer. Entre as ruínas, ele vislumbrou o espaço perfeito para um café-bar, um bistrô e uma galeria de arte.

Na década de 1970, o casarão de número 35 foi um prostíbulo. Para garantir discrição, camadas de cal e tinta cobriam pinturas de diferentes partes da Europa e azulejos portugueses. Sob as camadas foram encontradas obras de arte e objetos históricos. Afrescos neogóticos estão presentes em quase todos os cômodos, juntamente com obras sacras. Na escada de madeira, uma sequência de pinturas narra a descoberta do Brasil.

Serviço: 

Exposição 60 anos de pinturas brasileiras
Local: Centro cultural Villa Ritinha (Rua da Soledade, 35, Boa Vista)
Quando: de 24 de janeiro a 24 de fevereiro
Horário de funcionamento: de terça a quinta, das 15h às 19h; sextas e sábados, das 15h às 21h
Entrada: gratuita
Telefone: (81) 99830-4728 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.