Artes visuais Joana Passi inaugura exposição inspirada no boato de Tapacurá A artista revisita as memórias e as histórias do dia em que a informação que a barragem estourou se espalhou e gerou caos na cidade

Publicado em: 27/12/2018 15:30 Atualizado em:

Joana Passi é artista plástica filha de Geneton Moraes. Foto: Jan Ribeiro/ Secult-PE
Joana Passi é artista plástica filha de Geneton Moraes. Foto: Jan Ribeiro/ Secult-PE

Arruar Tapacurá é a mostra de da artista Joana Passi, que será inaugurada na próxima sexta-feira, dia 4 de janeiro, às 19h, na Torre Malakoff. A artista ocupará as seis salas do centro cultural com trabalhos resultantes de uma pesquisa sobre Tapacurá - antiga região de São Bento, onde atualmente é localizada a Reserva Ecológica de Tapacurá e a Barragem de Tapacurá, situada a poucos quilômetros do Recife e que foi protagonista do maior boato que entrou para a história da cidade quando Tapacurá estourou.

A exposição é formada por vídeos, desenhos, mapas e pinturas que surgiram do esforço da artista em vislumbrar a paisagem submersa, lembranças e narrativas sobre a região.  A parceria com a Torre Malakoff, teve início em julho, com uma intervenção urbana na data em que o boato completou 43 anos. No dia 21 de julho de 2018, a artista realizou uma espécie de "monumento efêmero" e percorreu as ruas da cidade do Recife
com um carro de som reproduzindo o grito que correu as ruas em 1975.

A ocupação na Torre Malakoff ocorrerá durante todo o mês de janeiro, com a montagem de um laboratório no espaço do centro cultural para distribuir seus trabalhos nas salas de exposição. A artista realizará ainda encontros com estudantes e professores da rede pública estadual de ensino
para realizar uma instalação de barro, composta por memórias e histórias locais.

Sobre a artista
Joana Passi é artista plástica filha de Geneton Moraes e seu trabalho consiste em investigações realizadas no ateliê, sobre histórias e paisagens. Suas ferramentas investigativas são compostas por diferentes mídias, como pintura, desenho, video e escultura. Formada em Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, atualmente é doutoranda do departamento de Literatura da PUC-Rio. Atua como professora de desenho e artes visuais, já lecionou na UFRJ e ocupou o cargo de arte-educadora do Instituto Moreira Salles. Desenvolveu trabalhos em cinema e teatro, onde obteve premiação como cenógrafa e foi indicada para prêmios como figurinista.

Equipe da exposição
Os videos a serem expostos contam com a parceria do fotógrafo
Bento Marzo, do músico Jam da Silva, do estúdio Áudio Rebel e o sound-designer Gian Ciminelli. A curadoria da exposição é de Juliana de Moraes.

Serviço
Exposição Arruar Tapacurá, de Joana Passi
Quando: Sexta-feira, 4 de janeiro, às 19h
Visitação: de 5 de janeiro a 24 de fevereiro de 2019
Horários de visitação: terça a sexta-feira – 10h às 17h;
sábados – 15h às 18h; domingos – 15h às 19h
Onde: Torre Malakoff (Praça do Arsenal, s/n - Recife, PE)
Gratuito

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.