Livro Livro sobre suspense latinoamericano no cinema e na TV tem lançamento no Recife O Crime como Gênero na Ficção Audiovisual da América Latina, de Luiz Lusvarghi, traz pesquisa sobre obras como O Mecanismo e Narcos e as relaciona com o momento sociopolítico atual

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 18/12/2018 11:12 Atualizado em:

Luiza Lusvarghi é professora da Pós-Graduação da FMU e diretora da Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Foto: Aline Arruda/Divulgação
Luiza Lusvarghi é professora da Pós-Graduação da FMU e diretora da Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Foto: Aline Arruda/Divulgação

O livro O crime como gênero na ficção audiovisual da América Latina (Apris), escrito pela jornalista e pesquisadora Luiza Lusvarghi, lança um olhar sobre o crescimento da produção original de gênero policial e de suspense no cinema e na ficção seriada latino-americana, analisando o imaginário de obras recentes, resgatando sua relação com seu contexto histórico e sua identidade perante as produções hollywoodianas. A obra será lançada em happy hour na Vinoteca do Barchef, nesta terça-feira (18), às 19h.

Esta análise privilegia os três países que são os maiores produtores, Brasil, Argentina e México, mas se estende também à produção de Cuba, Colômbia (bastante expressiva neste segmento) , Chile e Estados Unidos. A obra é resultante de um projeto de pesquisa de pós-doutoramento na ECA USP e de pesquisas anteriores sobre gênero ficcional.

As narrativas criminais cinematográficas latino-americanas sempre giraram em torno do crime organizado, e não das corporações policiais, pouco respeitadas. Filmes como Cidade de Deus, Nove Rainhas e Amores Perros só reafirmaram essa questão cultural, reforçada ainda por filmes como Tropa de Elite, La Hora Cero, La Zona, Presos. 

Seus temas expressam o recrudescimento de governos repressivos e de sentimentos conservadores de uma classe média que se sente ameaçada, as cidades superpopulosas, as favelas e periferias , os crescentes conflitos do sistema penitenciário, o narcotráfico, as operações paramilitares e  as insurreições armadas, além das diásporas religiosas e étnicas. 

As linhas tênues entre o bem e mal, a idealização do marginal como herói e revolucionário, a mulher fatal e sedutora como protagonista perigosa e ao mesmo tempo desejável, a violência e a exclusão social integram essas cenas da vida contemporânea. Séries como O Mecanismo, O Marginal, Sr. Ávila e La Niña são também painéis representativos do que significa viver hoje em uma grande cidade latino-americana.

O crime como gênero na ficção audiovisual da América Latina
Número de Páginas: 149
Preço de Venda: R$ 35,00 
Idioma: Português
Ano da Edição: 2018

SERVIÇO
Onde: BarChef (Av. Dezessete de Agosto, 1893, Poço da Panela, Recife)
Quando: terça-feira (18), às 19h
Quanto: Entrada gratuita


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.