Música Pernambuco Reggae Festival reúne Groundation e Dezarie Grupo criado por Harrison Stafford está completando 20 anos de carreira e apresentará turnê de novo disco

Por: Emannuel Bento - Diario de Pernambuco

Publicado em: 30/11/2018 09:47 Atualizado em: 30/11/2018 11:28

 O evento será realizado na área externa do Haras Boa Viagem, a partir das 18h. Foto: Divulgação
O evento será realizado na área externa do Haras Boa Viagem, a partir das 18h. Foto: Divulgação

Os pernambucanos gostam de reggae. Pode não ser tanto quanto os maranhenses, mas basta observar o histórico de vinda de bandas estrangeiras ao estado para comprovar a valorização do ritmo. A banda SOJA, por exemplo, já esteve no Recife cinco vezes. The Wailers, banda histórica que acompanhou Bob Marley em shows, apresentou-se na capital em 2016. Mais um episódio entra para a lista neste sábado (30): o Pernambuco Reggae Festival, com shows de Groundation, Dezarie (que também já é veterana no estado), Mato Seco e Cidade Verde Sound. O evento será realizado na área externa do Haras Boa Viagem, a partir das 18h.

Headliner do evento, a banda estadunidense Groundation apresentará a turnê de Groundation the next generation, novo álbum lançado após um hiato de três anos. Em uma das faixas, Hero, conta com parceria de Hélio Bentes, vocalista da Ponto de Equilíbrio. O grupo foi formado por Harrison Stafford, Marcus Urani, e Ryan Newman em 1998 e está completando 20 anos de carreira. Além das novidades, o repertório incluirá alguns sucessos entre os fãs do ritmo, a exemplo de Picture on the wall e Babylon rule dem.

Outro destaque da programação é a também americana Dezarie, responsável por inserir a voz feminina no pódio dos ícones mundiais do reggae. Com 15 anos de carreira, ela é dona de diversos sucessos do gênero e seus shows são conhecidos por criar uma atmosfera de meditação entre o público devido à voz potente e instrumentais relaxantes. 

Serviço
Pernambuco Reggae Festival
Quando: nesta sexta-feira (30), a partir das 18h (abertura dos portões)
Onde: área externa do Haras Boa Viagem (Avenida Sul, 4933)
Quanto: R$ 110 (pista), R$ 55 (meia), R$ 65 (meia social), R$ 140 (frontstage), R$ 70 (meia), R$ 85 (meia social) e R$ 130 (espaço open bar).

Entrevista Harrison Stafford - líder do Groundation

O grupo comemora 20 anos de carreira. Como os membros se sentem sobre isso?
Os novos músicos da banda entendem muito bem que há um longo legado e eles estão focados em honrar o passado e levar a música e a performance ao vivo a novos patamares.

O que representa o álbum Next Generation?
O novo álbum traz um novo começo ao Groundation enquanto mantém o som de antes com composições inesperadas e solos mais longos e aprimorados, dub tempos ímpares e harmonia não-diatônica. Conceitualmente, segue o anterior, A miracle, que foi um álbum que homenageou o espírito feminino, a “Mãe da Criação”. Então, Next generation vem agora com a mensagem do que queremos transmitir aos nossos filhos, o futuro. São canções para dar-lhes esperança e força, bem como aviso do passado e coisas que devemos mudar em nossa sociedade. Ter três filhos pequenos influenciou muito na elaboração desse tema e o conceito está muito próximo do meu coração.

Como surgiu a parceria com Hélio Bentes?
Conheço o Ponto e o Hélio há anos, desde a primeira turnê do Grounding no Brasil, em 2005. Os respeito por manterem firme a missão de um só amor, bem como musicalmente seu compromisso com a música reggae. 

O que sente ao tocar no país?
A energia do público alimenta a banda no palco. A terra aqui é incrível, com beleza infinita, muito semelhante à Jamaica. O ambiente aqui reverbera cultura e espírito.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.