televisão Atores brasileiros se destacam em novelas portuguesas e aprovam a experiência Thiago Rodrigues, Sílvia Pfeifer e Tássia Camargo estão entre os que mudaram para o país europeu e agora trabalham além-mar

Por: Ana Clara Brant -

Por: Uai - Estado de Minas

Publicado em: 26/11/2018 16:00 Atualizado em: 26/11/2018 17:08

Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução/TV Globo

A ligação entre Brasil e Portugal vem de abril de 1500, quando Pedro Álvares Cabral e os marinheiros sob seu comando aportaram na Bahia. Desde então, a relação só se estreitou. Neste século 21, em busca de melhores oportunidades de trabalho e qualidade de vida, brasileiros fizeram da terra de Cabral sua nova pátria. Atores e atrizes daqui se sobressaem por lá – a grande maioria é conhecida dos portugueses devido a novelas exibidas na Europa. Agora, estrelas do Brasil estão invadindo as produções lusitanas, inclusive como protagonistas. É o caso de Sílvia Pfeifer, que fez Mônica, personagem de destaque em Ouro verde. A trama, que se passa no Brasil e em Portugal, conquistou o Emmy Awards International 2017 (o Oscar da TV) na categoria melhor novela de 2017.

A atriz gaúcha, que tem casa em Cascais, morou no país europeu em 2004. Naquela época, chegou a procurar algumas emissoras. “Já havia o pensamento de investir em produções próprias. A referência de novelas, para eles, é o Brasil. Por isso, queriam criar uma identidade portuguesa. O mercado daqui vem crescendo com muita força desde então”, conta Sílvia.

Mas a chance para ela só veio em 2016, quando já estava de volta ao Brasil e surgiu o convite para Ouro verde. “Tive duas semanas para mudar totalmente a minha vida. Deixei minha casa, o marido e fui”, conta. A personagem era uma brasileira filha de portugueses, o que obrigou a atriz a aprender o jeito de falar e as expressões de Portugal.

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet


“Não fazia o sotaque, mas as gírias, o modo deles de falar, as construções de frases. Era até difícil decorar e dizer aquilo de maneira natural. Apesar de ser português, é uma outra língua. Foi um dos grandes desafios pra mim”, comenta.

TROCA 

Apesar de algumas dificuldades e do jeito diferente de fazer novela, Sílvia Pfeifer diz que a experiência é maravilhosa e enriquecedora. “Certamente, me tornei uma atriz mais maleável. Contracenei com atores que não conhecia, de escolas diversas. Essa troca foi muito positiva. O mercado estrangeiro está mais aberto – não só o português, mas o europeu, de maneira geral, e o norte-americano. Todo mundo ganha com isso”, ressalta.

A emissora TVI, que produz Ouro verde, e a autora da novela, Maria João Costa, assinam outro sucesso na terrinha: Valor da vida. O elenco conta com vários brasileiros. Thiago Rodrigues vive um dos protagonistas. Morando em Lisboa desde abril, o carioca conta que o convite surgiu no ano passado, quando gravou um programa para a Globo em Portugal.

“Já tinha planos de passar uns meses em Lisboa. Algumas pessoas do meio souberam e me perguntaram se havia interesse em trabalhar na TV. Gostei da ideia e do projeto, aceitei o convite para a novela”, diz Thiago. Ele faz o papel de Vasco, homem envolvido num drama de família.

OPORTUNIDADE 

Destaque em produções da TV Globo – Malhação (2004), Tempos modernos (2010), Além do horizonte (2013) e Sete vidas (2013) –, Rodrigues tem 15 anos de carreira. “Amo Portugal, sempre quis viver um tempo no país. Quando surgiu a oportunidade de trabalhar, tive a certeza de que era o momento certo para esse desafio. Gosto de tudo aqui, amadureço levando uma vida absolutamente diferente da que tinha no Rio. É bom ter uma cidade viva, com cultura, vinhos a preços justos, segurança”, ressalta ele. Thiago só lamenta estar longe do filho, Gabriel, de 9 anos, que mora no Brasil com a mãe, a jornalista Cris Dias.

O ator não tem enfrentado problemas para atuar em Valor da vida, sobretudo em relação ao sotaque, pois seu personagem é brasileiro. De acordo com ele, o processo das novelas é parecido no Brasil e em Portugal. “Uma coisa que me agrada aqui é o fato de as pessoas serem mais frontais no trabalho. Abri uma porta. É um mercado diferente, que conhecia meu trabalho superficialmente por causa da Globo. Sempre que der, pretendo fazer projetos por aqui. Sou muito feliz vivendo e trabalhando em Portugal”, diz ele, por telefone.

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram


Tássia Camargo também integra o elenco de Valor da vida. Ela se mudou para Portugal em setembro de 2017. Soube do interesse da TVI por meio de seu agente e assinou o contrato há pouco mais de um mês. “Ainda não posso falar sobre meu papel, devido a uma cláusula contratual. Posso garantir que é uma personagem que nunca fiz. Ela é bem desafiadora para mim”, afirma.

Tássia comemora o bom momento dos atores brasileiros em Portugal. Mas observa: “Deveria ter mais portugueses trabalhando no Brasil, tanto em novelas quanto em teatro e shows. Eles são fantásticos, extremamente profissionais”. Entre seus amigos no país europeu, além dos lusitanos, estão moçambicanos, angolanos, suíços e franceses. “Aqui, há grande conexão de culturas. É muito legal. Todo mundo respeita as diferenças de cada um”, ressalta.

A atriz paulista diz que Valor da vida trouxe alguns desafios para ela, que tem pesquisado e aprendido expressões típicas de Portugal. O sotaque também merece atenção. Com 40 anos de carreira, Tássia conta que o sentimento é “de estreia” a cada trabalho.

“Gosto de estudar o personagem, a novela, o roteiro. Sou muito dedicada e me cobro muito para entregar o melhor de mim”, afirma. Nas ruas de Lisboa, ela é chamada de Elisa, a personagem que interpretou em Tieta (1989).

VIOLÊNCIA 

A violência do Rio de Janeiro foi o motivo de sua mudança para a Europa. “Só quem vive lá sabe o quanto a cidade está perigosa. Não apenas Portugal, mas os países europeus, em geral, oferecem mais tranquilidade nesse quesito. Estou morando aqui em busca de mais qualidade de vida e de segurança. Quero ter uma velhice mais tranquila. Além disso, o trabalho permite a conexão com os portugueses. Porém, amo o meu Brasil”, enfatiza.

Outros artistas brasileiros têm participado de novelas portuguesas – entre eles, Marcello Antony, Bia Seidl, Henri Pagnoncelli, Cassiano Carneiro, Carlo Porto, Graziella Schmitt e Carolina Kasting.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.