Artes cênicas Festival de teatro traz peças inéditas ao Recife a partir deste domingo (18) O evento levará 12 espetáculos aos teatros de Santa Isabel, Hermilo Borba Filho, Apolo, Luiz Mendonça e Barreto Júnior

Publicado em: 18/11/2018 11:51 Atualizado em: 18/11/2018 11:58

Espetáculo 'Preto', com Renata Sorrah, abre a programação no Teatro de Santa Isabel. Foto: Naná Moraes/Divulgação.
Espetáculo 'Preto', com Renata Sorrah, abre a programação no Teatro de Santa Isabel. Foto: Naná Moraes/Divulgação.
As artes cênicas serão reverenciadas a partir deste domingo (18) na 20ª edição do Festival Recife do Teatro Nacional. O evento levará 12 espetáculos, entre nacionais e locais, aos teatros de Santa Isabel, Hermilo Borba Filho, Apolo, Luiz Mendonça e Barreto Júnior até 25 de novembro. A programação encerra o ciclo de festivais promovidos anualmente pela Prefeitura do Recife em diversas expressões. O festival será aberto no Teatro de Santa Isabel, às 20h, com a peça Preto, da paranaense Companhia Brasileira de Teatro, que conta com a atriz Renata Sorrah no elenco. 

Entre os espetáculos selecionados para o festival, que neste ano homenageia o ator Reinaldo de Oliveira, há produções nacionais e inéditas na cidade, como O que só passarinho entende, da Cia Cobaia Cênica, de Santa Catarina. De Pernambuco, integram a programação Ligações perigosas, do Teatro de Fronteira; Próxima, solo de Cira Ramos; Em nome do desejo, da Galharufas Produções; Espera o outono, Alice, do Amaré Grupo de Teatro; e Pro(Fé)Ta – O bispo do povo, do Coletivo Grão Comum.

Entre os temas tratados pelos espetáculos, há um cerne social e político que se desdobra em variados assuntos, como fake news, ditadura, angústias proletárias, corrupção, ódio, intolerância e preconceito. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) e serão vendidos nas bilheterias de cada teatro.

Serviço:

Festival Recife do Teatro Nacional
Quando: Abertura domingo, às 20h, no Teatro de Santa Isabel
Onde: Também no Hermilo Borba Filho, Apolo, Luiz Mendonça e Barreto Júnior
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.